PUB

Turismo

JMN: “resort group tem sido um parceiro extraordinário do governo no desenvolvimento do turismo”

O Primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves não escondeu a satisfação de ver concretizado aquele que é o maior empreendimento turístico alguma vez construído em Cabo Verde –  Melia Dunas Resort & Spa. Um investimento de 120 milhões de euros e que vai gerar até mil postos de trabalho na ilha.
O chefe do Executivo cabo-verdiano foi um dos cerca de 600 convidados da mega festa de abertura, que não passou despercebido nos céus da ilha do Sal, com um show de pirotecnia jamais visto por estas paragens.
Coube a José Maria Neves proceder ao descerramento da placa e respectivo corte de fita, juntamente com o presidente do The Resort Group – Robert Jarret, perante a presença ainda de vários ministros, entre eles, a nova titutar da pasta do Turismo, Leonesa Fortes e outras entidades políticas, empresariais e da sociedade nacional e estrangeira.
O Primeiro-ministro fez questão de destacar a perseverança do grupo ao investir em Cabo Verde e enalteceu o comportamento do mesmo face às adversidades encontradas, mormente no que toca à administração pública. “A administração Pública não tem dado respostas tão céleres quanto aquelas que gostaríamos, mas o The Resort Group não foi ao muro das lamentações, mas sim em busca de soluções para ultrapassar os obstáculos”.
Neves disse que esta “atitude” deverá servir de “referência” para outras empresas que queiram investir em Cabo Verde.
Robert Jarred agradeceu o “apoio” e “disponibilidade” do governo das ilhas e também da câmara municipal do Sal em abraçar desde logo o projecto.
Depois do Melia Tortuga, este é o segundo empreendimento do grupo na ilha, perfazendo, segundo Victor Fidalgo, representante do The Resort Group, para já, cerca de mil postos de trabalho. Números que serão estendidos a mais mil empregos, nos próximos três anos, e que estão a permitir criar “emprego estável e permanente na ilha do Sal”.
Também Jorge Figueiredo, presidente da autarquia local deixou claro que os investimentos deste grupo na ilha que gere vieram “mudar” a “cara” da ilha do Sal e trazer “equilíbrio à situação social”.
O Melia Dunas tem capacidade para acolher 2500 pessoas por semana e pode atingir as 100 mil ao ano, entre quartos, villas e hotel. Entre as infraestruturas destacam-se um mega anfiteatro, 5 piscinas, um aquaparque, kid´s club e ainda duas avenidas repletas de bares, restaurantes e lojas, e muito mais. Um verdadeiro mundo, à parte, foi construído na zona da Ponta Preta, numa área coberta de 15 hectares.
Os primeiros hóspedes chegam dia 1 de Novembro e segundo os proprietários a lotação será já “muito boa”. GC

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top