PUB

Sociedade

ANAC prepara campanha de sensibilização sobre TDT

O processo de implementação do projecto da televisão digital terrestre (TDT), será antecedido de uma campanha de sensibilização e divulgação para que o grande público não seja surpreendido com o “apagão analógico”.
Para o efeito, a Agência de Nacional de Comunicações (ANAC) já delineou um plano de comunicação com o objectivo de explicar as pessoas sobre as vantagens e as precauções que devem ser levadas em conta na hora de adquirir um equipamento receptor.
A TDT, que deve arrancar em Junho de 2015, “vai acabar com as zonas sombra em Cabo Verde”, conforme garantiu o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Démis Lobo, em conferência de imprensa para fazer o balanço da reunião de Conselho de Ministros da passada quinta-feira.
Segundo o porta-voz do Conselho de Ministros, a primeira fase do projecto entrará em funcionamento ao longo de 2015 e além do centro de agregação da Cidade da Praia, serão instaladas redes em toda a ilha de Santiago, Maio, São Vicente e Sal, abrangendo 12 dos 22 municípios do país, o que dá uma cobertura em termos populacionais na ordem dos 65 a 70%.
“Na segunda fase, serão implementadas as outras redes nas restantes cinco ilhas habitadas do país, Santo Antão, São Nicolau, Boavista, Fogo e Brava, abrangendo os 22 municípios e com uma taxa de cobertura na ordem dos 93 a 98% da população” registou.
O “apagão” analógico acontecerá a 17 de Junho de 2015, conforme determinou a União Internacional de Telecomunicações (UIT). Démis Lobo garantiu que Cabo Verde vai respeitar a “data indicativa”, mas frisou que poderá ser necessário estabelecer um “período de convívio” entre o sistema analógico e o digital e que o país poderá pedir a prorrogação do prazo.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top