PUB

Política

Procurador cabo-verdiano já deixou Timor-Leste

Os oito funcionários judiciais internacionais, um cabo-verdiano e sete portugueses, a quem o Governo de Timor-Leste ordenou na segunda-feira a expulsão já deixaram o país, sem nunca terem sido notificados pelos Serviços de Migração timorenses.
Os últimos quatro funcionários que ainda permaneciam no país, um procurador cabo-verdiano, dois juízes e uma procuradora portugueses, deixaram hoje Timor-Leste em voos com destino a Bali, Indonésia, e Singapura, devendo chegar aos destinos entre sexta-feira e sábado.
O Governo de Timor-Leste ordenou na segunda-feira a expulsão, no prazo de 48 horas, dos oito funcionários judiciais.
No dia 24 de outubro, o parlamento timorense tinha aprovado uma resolução a determinar uma auditoria ao sistema judicial do país e a suspender os contratos com funcionários judiciais internacionais “invocando motivos de força maior e a necessidade de proteger de forma intransigente o interesse nacional”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top