PUB

Mundo

Um morto no Quénia em rusgas da polícia a mesquitas suspeitas de radicalismo

Um homem foi morto durante rusgas das forças de segurança quenianas a mesquitas na cidade portuária de Mombasa, em busca de armas e de apoiantes da organização radical Shebab, afiliada com a Al-Qaïda.
As forças de segurança começaram as operações ao início da manhã de hoje (noite em Lisboa) nas mesquitas Masjid Musa e Sakina.
“Tínhamos a informação que o grupo estava a planear um ataque e foi por isso que efectuámos a rusga”, explicou o chefe da polícia de Mombasa, Geoffrey Mayek, indicando que foram detidas várias pessoas, incluindo seis figuras de relevo do grupo radical.
Segundo a polícia, um homem foi morto, mas não foi dada qualquer informação sobre as circunstâncias da sua morte.
A cidade de Mombasa tem sido alvo de atentados à bomba e tiroteios desde que o Quénia invadiu a Somália em 2011 para atacar as forças do Shebab e, mais tarde, se juntou à União Africana para combater os islamitas.
O grupo Shebab foi responsável pelo ataque ao centro comercial Westgate em Nairobi, em Setembro de 2013, onde pelo menos 67 pessoas morreram, naquele que foi um aviso para que o Quénia retirasse as suas tropas da Somália.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top