PUB

Política

PAICV e MPD preocupados com repercussões que o destino da PT poderá ter na CVT

A situação de “incerteza” reinante na Portugal Telecom (PT) e as eventuais repercussões na Cabo Verde Telecom (CVT), começa a preocupar os deputados do PAICV e do MpD. Esta questão foi levantada esta quinta-feira durante mais uma sessão da Comissão Especializada de Orçamento e Finanças da Assembleia Nacional, que tem vindo a analisar a proposta de Orçamento do Estado para 2015.
Miguel Monteiro, deputado do MpD, afirma que a sua bancada já requereu a audição parlamentar da ministra que tutela as telecomunicações, Sara Lopes. O maior partido da oposição quer saber onde param os 40 por cento das acções que a PT detém na CVT.
«O Grupo Parlamentar do MpD está preocupado, uma vez que esta questão, até mesmo em Portugal está a tomar contornos que nós consideramos que não são claros, daí a necessidade de termos aqui a tutela para nos esclarecer em que pé está a posse dos 40 por cento da CVT, que pertencem, ou pertencia à PT», realçou.
O PAICV, por sua vez, quer que o MPD esclareça, em primeiro lugar, os fundamentos da audição da ministra Sara Lopes. No entanto, garante o deputado Euclides de Pina, o partido que suporta o Governo está disponível para discutir o assunto.
Com ou sem audição parlamentar, este é um assunto que irá marcar a próxima da sessão da Assembleia Nacional que arranca na próxima segunda-feira.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top