PUB

Mundo

Demissão de ministro burkinabe da Cultura

O ministro burkinabe da Cultura e Turismo, Adama Sagnon, demitiu-se esta terça-feira depois das manifestações contra a sua presença no Governo de transição nomeado domingo passado.
Sagnon é acusado de ter “enterrado” o dossiê do assassinato do jornalista Norbert Zongo na altura em que era Procurador da República em 2006.
Jornalista de investigação e diretor do semanário privado “L´Indépendant”, Zongo foi encontrado morto calcinado em 1998 na sua viatura com três companheiros a cerca de 100 quilómetros a sul de Ouagadougou, a capital do Burkina Faso.
Ele investigava sobre a morte de David Ouédraogo, motorista de François Compaoré, irmão mais velho do ex-Presidente Blaise Compaoré, que foi deposto na sequência duma revolta popular em finais de outubro passado.
Segundo o porta-voz do Governo, Frédéric Nikiema, a demissão de Sagnon foi aceite pelo primeiro-ministro, o tenente-coronel Yacouba Isaac Zida.
Fonte: Panapress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top