PUB

Ambiente

Povoado de Portela “pode desaparecer” – PM  

O primeiro-ministro, José Maria Neves, disse, à saída de uma reunião de emergência com o Presidente da República, que se a actividade vulcânica mantiver a mesma intensidade, daquela que se registou esta quinta-feira, de manhã, o povoado de Portela “pode desaparecer”.
O chefe do Executivo disse que, nas últimas horas, houve um «recrudescimento» da actividade vulcânica e que a lava está a seguir o caminho da Portela e que essa comunidade poderá ser “completamente engolida”, proximamente.
O chefe do Governo considera que os estragos são «enormes» e que se perspectiva a “destruição total” de Chã das Caldeiras. “A situação está a evoluir muito rapidamente”, sublinhou José Maria Neves afirmando que especialistas já estão no país para, por um lado, fazer o monitoramento do vulcão, juntamento com os técnicos nacionais, e, por outro lado avaliar a toxicidade dos gases e seu impacto em toda a ilha do Fogo.
O primeiro-ministro garantiu que o processo de evacuação das pessoas da localidade de Chã das Caldeiras “já foi concluído” e que, neste momento se está a cuidar da melhoria das condições dos três centros de acolhimento.
O chefe do executivo cabo-verdiano reúne-se esta sexta-feira com o corpo diplomático acreditado na Praia e com responsáveis das diversas agências, para lançar um novo pedido de apoio internacional.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top