PUB

Fogo

Comissão Europeia apoia Cabo Verde a enfrentar efeitos da erupção vulcânica

A Comissão Europeia anunciou, terça-feira, que ativou o mecanismo de proteção civil da União Europeia (UE) para apoiar Cabo Verde a fazer face aos efeitos da erupção vulcânica em curso desde 23 de novembro na ilha do Fogo.
O executivo da União Europeia (UE) revelou que o mecanismo, acionado por solicitação das autoridades cabo-verdianas, vai suportar os custos resultantes da deslocação da fragata portuguesa “Álvares Cabral” ao arquipélago, transportando equipamento de telecomunicações, um helicóptero e bens de auxílios como camas, cobertores e máscaras respiratórias.
A Comissão da UE anunciou também ter destacado dois especialistas de proteção civil para apoiar a missão das Nações Unidas de avaliação e coordenação em casos de desastre.
O executivo comunitário indica ainda que “o centro de coordenação de resposta de emergência da Comissão Europeia está em contacto próximo com as autoridades de Cabo Verde e com os participantes no mecanismo de proteção civil da UE” e está ciente de que os fluxos de lava e as erupções intensificaram-se nos últimos dias, levando as autoridades a ordenar a evacuação de várias centenas de residentes.
Na passada sexta-feira, o eurodeputado português Fernando Ruas tinha questionado a Comissão Europeia sobre o apoio que prestará a Cabo Verde devido à erupção vulcânica na ilha do Fogo.
Ruas considerou, na altura, que o executivo comunitário “não pode ficar indiferente ao drama humano” que atinge o país.
O eurodeputado português, antigo presidente da Câmara Municipal de Viseu, geminado com o município de São Filipe, na ilha do Fogo, perguntou à Comissão Europeia se tem previsto algum apoio na forma de ajuda humanitária ou proteção civil a Cabo Verde.
“Não podemos ficar indiferentes a este drama humano, pois além dos avultados prejuízos materiais já verificados, estamos a falar de pessoas cujos únicos meios de subsistência provêm dos solos agrícolas que foram agora destruídos pela erupção vulcânica”, afirmou.
Fernando Ruas foi eleito para o Parlamento Europeu na lista do Partido Social Democrata (PSD) português.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top