PUB

Mundo

Itália quer guerra contra comerciantes de morte ao largo do Mediterrâneo

A guerra contra os comerciantes da morte é a coisa mais importante, afirmou sábado o ministro italiano do Interior, Angelino Alfano.
Alfaro reagia assim perante a imprensa à morte de vinte imigrantes ilegais na Estreito da Sicília quando rumavam para a Itália a partir da Líbia.
O ministro italiano do Interior fez estes pronunciamentos à margem duma reunião do Conselho do Interior da União Europeia (UE) realizada sexta-feira última.
Frisou que esta tragédia ocorreu na sequência do naufrágio de um barco, na noite de quinta-feira para sexta-feira últimas, a 40 quilómetros ao largo de Trípoli.
Essas tragédias, de acordo com o ministro italiano do Interior, não são da responsabilidade da Itália que “tomou boas medidas respeitando as exigências do visto de entrada único de Schengen”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top