PUB

Fogo

Câmaras do Fogo querem coordenação dos donativos

As três Câmaras Municipais do Fogo pretendem reunir-se nos próximos dias com a Cruz Vermelha de Cabo Verde e com o Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, visando definir um plano para coordenar a gestão dos donativos.
João Aqueleu Barbosa Amado, edil de Santa Catarina do Fogo, disse à Inforpress que os três presidentes estiveram reunidos para analisar o impacto e as consequências da erupção vulcânica, assim como a gestão concertada dos donativos em géneros e pecuniários.
Este disse que existe muita recolha mas que os presidentes das câmaras desconhecem como a gestão vem sendo feita e que o encontro com a Cruz Vermelha e a Protecção Civil é para coordenar e ter um plano de gestão, de modo a que os donativos possam satisfazer a população residente de Chã das Caldeiras na altura da erupção e ajudá-la a pensar e a perspectivar a vida futura.
Segundo o edil de Santa Catarina, a ilha vive uma situação de catástrofe que é coordenada pelas autoridades competentes mas lembra que quem representa a ilha do Fogo são os três presidentes, razão pela qual, pelo menos, um deles devia estar no aeródromo de São Filipe aquando da chegada dos donativos de Angola.
O encontro, segundo João Aqueleu Barbosa Amado, está a depender da visita que o presidente da Assembleia Nacional, Basílio Mosso Ramos vai efectuar de hoje a sexta-feira à ilha, na sequência da erupção vulcânica.
Basílio Mosso Ramos vai visitar o centro de acolhimento de Monte Grande, Chã das Caldeiras, palco da erupção, e os centros de acolhimento de Achada Furna e Mosteiros para contactos com a população deslocada.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top