PUB

Política

Cabo Verde recebe visita da especialista da ONU sobre o direito à habitação condigna

Cabo Verde recebe a partir desta segunda-feira e até 26 deste mês a visita da relatora especial das Nações Unidas sobre o direito à habitação condigna, Leilani Farha, informa o gabinete de comunicação da ONU, na Cidade da Praia.
De acordo com a mesma fonte, com esta visita, a primeira realizada por um perito independente do Conselho de Direitos Humanos da ONU ao arquipélago, pretende-se conhecer as conquistas e os desafios do país na realização do direito à habitação condigna e não-discriminação neste contexto.
“Irei prestar especial atenção à situação das pessoas mais vulneráveis e marginalizadas, incluindo aquelas que, provavelmente, estarão desabrigadas, as mulheres e as pessoas que vivem em assentamentos informais ou sem acesso adequado aos serviços”, disse a especialista citada numa nota de imprensa
Leilani Farha é a responsável do Conselho de Direitos Humanos da ONU para monitorar, reportar e aconselhar sobre a realização do direito à habitação condigna em todo o mundo.
“Esta é uma oportunidade para, junto com as autoridades nacionais e a sociedade civil cabo-verdianas, discutir e analisar as disparidades no acesso e a acessibilidade de habitação nas áreas urbanas e rurais, e como o direito à moradia adequada está sendo implementado”, observou a relatora especial.
Durante a sua estada em Cabo Verde, a especialista em direitos humanos, que visita o país a convite das autoridades cabo-verdianas, vai reunir-se com representantes do Governo bem como com os responsáveis locais, a sociedade civil, organizações comunitárias e moradores, nas ilhas de Santiago, Sal e São Vicente.
Leilani Farha também se reunirá com representantes da comunidade internacional e funcionários da ONU.
No final da sua missão de oito dias, a relatora especial das Nações Unidas compartilhará resultados preliminares da sua visita, numa conferência de imprensa.
Um relatório sobre o direito à habitação condigna e à não discriminação em Cabo Verde será apresentado numa próxima sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas em Genebra.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top