PUB

Economia

TACV atesta capacidade de reação do pessoal navegante

A Transportadora Aérea Cabo-verdiana (TACV) demostrou esta terça-feira 27, a capacidade de resposta do pessoal navegante afectos a companhia em caso de emergência. A demostração foi feita mediante a simulação de uma descolagem abortada já como os passageiros abordo, devido a um incendio verificado num dos motores do avião.
Conforme o piloto chefe, David Vera Cruz perante uma situação do género os tripulantes têm um minuto e meio (90 segundos), para evacuar o aparelho, através mangas instaladas nas saídas de emergências.
“Trata-se de um exercido importante e obrigatório que realizamos de três em três anos, no sentido de verificar a proficiência da tripulação em caso de uma emergência real. E com este exercício realizado hoje conseguimos desmontar que o pessoal navegante está bem preparada para responder com segurança se eventual a situação do género vier acontecer na verdade”.
Segundo David Vera Cruz, um exercício desta relevância deveria ser realizado mais vez, mas argumenta que devido a custos e as demais ações do género que a companhia e aeronáutica tem que realizar deve ser feito uma gestão consoante as condições financeiras, de forma que todas as valências da segurança aeronáutica esteja bem aprimorada.
SM
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top