PUB

Política

MpD quer definir “grandes opções” de governação

O MpD pretende transformar Cabo Verde num país “desenvolvido e com conteúdo”, para que a economia possa crescer e gerar mais empregos, garantindo, assim, mais rendimentos e proteção social para a população.
Este desejo foi manifestado esta sexta-feira, pelo presidente do partido, Ulisses Correia e Silva, na abertura da Conferência “Compromisso: Cabo Verde”, que decorre até sábado, no palácio da Assembleia Nacional, na cidade da Praia.
A iniciativa, organizada pelo MpD, visa, nas palavras de Correia e Silva, estabelecer um “compromisso com o país para que se definam as grandes opções de governação” que o partido, na oposição desde 2001, vai defender nas eleições legislativas do primeiro trimestre de 2016.
Para o líder do MpD, os cabo-verdianos “têm de acreditar” que não se pode estar dependente dos outros, sobretudo da ajuda externa, “que já não existe”, e de créditos fáceis, que podem ser competitivos e criar soluções de emprego e de rendimento para as famílias e para os jovens, a faixa etária mais afetada pelo desemprego.
“Queremos estabelecer um compromisso com Cabo Verde, no sentido de que a situação económica que temos hoje é o fim de um modelo esgotado, de um governo esgotado, que é preciso substituir. Estamos a abrir um processo de diálogo com a sociedade civil para discutir temas relevantes para o país”, salientou.
Ulisses Correia e Silva, Augusto Mateus, António Rebelo de Sousa, João Estevão, José Luís Fernandes, Jorge Spencer Lima, Carlos Veiga, Jorge Brito, António Moreira, Vasco Marta, são os conferencistas deste evento, que contará com a presença de outras figuras nacionais, especialistas em sectores como justiça, economia, segurança, finanças e gestão empresarial

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top