PUB

Política

Novo director da PJ promete continuar firme na luta contra o crime organizado

O primeiro-ministro, José Maria Neves, fez questão de estar presente na cerimónia de empossamento do novo Director Nacional da PJ, Patrício Varela que, por sua vez, sublinhou, não só a satisfação por ir desempenhar “tão prestigiante cargo” como também, a sua determinação em continuar o bom trabalho de seus antecessores no combate contra o crime, com especial ênfase ao crime organizado e os assaltos à mão armada.
Varela reconhece que o país tem estado a enfrentar, ultimamente, crimes com “requintes” de “ousadia e crueldade” a que não estava habituado e que é preciso manter na mesma linha de actuação firme contra esses crimes, enaltecendo o bom trabalho que se vem fazendo no sentido do combate e desmantelamento de redes criminosas no país, sobretudo ligados ao narcotráfico.
Quem também interveio nesta singela cerimónia foi o Ministro da Justiça, José Carlos Lopes Correia, que endereçou palavras de confiança e encorajamento ao antigo procurador da República augurando-lhe, juntamente com toda a corporação da Polícia Judiciária, sucessos na sua nobre missão. Mais, o governante fez questão de frisar o apoio do seu ministério à PJ.
Ambos os intervenientes agradeceram a presença do Primeiro-Ministro no evento que, como sublinharam, é sinal e prova do seu respeito e apreço que lhe merecem a polícia criminal.
De referir ainda que o agora ex- Director Nacional da PJ, Carlos Reis, passa a exercer as funções de Conselheiro Nacional para a segurança nacional. Sobre Patrício Varela, dizer que esteve em destaque nos últimos tempos como um dos procuradores que fizeram parte da equipa de acusação no caso lancha voadora.
O Procurador é ou era, pelo menos até agora, membro do Conselho Superior de Magistratura do Ministério Público e representa o MP na Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania, para além de que já exerceu o cargo de procurador em vários pontos do país, nomeadamente São Nicolau, Santa Cruz, entre outros cargos e missões importantes no sector da justiça.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top