PUB

Economia

Campanha para a presidência do BAD: Cristina Duarte em digressão europeia

A ministra das Finanças, Cristina Duarte, inicia este sábado, um périplo por cinco países europeus, no quadro da sua candidatura à presidência do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), cujas eleições se realizam no dia 28 de maio.
Reino Unido, Suécia, Suíça, Alemanha e Bélgica, são os países onde a governante cabo-verdiana deverá encontrar-se com vários acionistas do BAD.
Nesta missão, Cristina Duarte diz que terá a oportunidade de apresentar a sua plataforma eleitoral com “projetos e uma visão clara” sobre o futuro dessa instituição financeira, apelando aos acionistas para não levarem em conta “exclusivamente” os compromissos políticos.
«Tratando-se de uma instituição financeira que tem o imperativo de manter o rating de ‘triple A’ (banco com capacidade de atribuir crédito AAA, a mais alta classificação de crédito que pode ser emitida) é necessário que sejam avaliados também outros critérios”, realçou.
A disputa pela presidência do BAD, a acontecer em Maio, continua a sua marcha, entrando agora na sua fase mais crítica. O Comité Diretor do Conselho de Governadores, com sede em Abidjan (Costa do Marfim) fechou, no dia 20 de fevereiro, o processo de candidaturas, fixando em oito os candidatos aceites. Do grupo consta Cristina Duarte, ministra das Finanças e do Planeamento de Cabo Verde.
Posto isso, os concorrentes continuam, no terreno, a mobilizar apoios, sem esquecer que o processo, além de um acentuado lado técnico, tem também um lado político e diplomático bem acentuado. Desde logo porque, além de pessoal, as candidaturas são também do país de onde cada concorrente é oriundo.
Dos oito candidatos à presidência do Banco Africano de Desenvolvimento, quatro são da região oeste-africana (CEDEAO). Pois, além de Cristina Duarte, concorrem o nigeriano Akinwumi Adesina, o serra-leonês Samura Kamara e o maliano Birama Boubacar Sidibé.
A África do Norte aparece com o tunisino Jaloul Ayed, África Central o chadiano Bédoumra Kordjé, o Corno de África o etíope Sufian Ahmed e a África Austral (SADC) o zimbabweano Thomas Sakala.
Além de única mulher, Cristina Duarte é também a mais jovem dos concorrentes, com 52 anos. O mais velho é o tunisino Jaloul Ayed, 64 anos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top