PUB

Sociedade

Cargos Políticos: Manifestantes pedem veto presidencial

Cerca de cinco centenas de manifestantes protestaram, esta sexta-feira, no final do dia, em frente à Assembleia Nacional, contra o novo Estatuto de Titulares de Cargos Políticos, aprovado por unanimidade, na quarta-feira, 5, pelo Parlamento.
Diante de tal facto, os manifestantes esperam agora que seja o presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, a vetar o diploma, ao abrigo do qual o próprio chefe de Estado passa a auferir mais de 280 contos mensais, ficando os deputados pouco abaixo desse valor.
Bruno Barbosa, 27 anos, empresário, participante do acto, não escondeu a sua indignação. “Queremos que o PR vete esse diploma e se isso não acontecer a próxima manifestação será em frente à Presidência”, avisou, dizendo que qualquer outra atitude será “uma falta de bom senso”. “Nesse momento toda a Nação está a passar por dificuldades”, argumentou.
Para o sociólogo Redy Lima, se os últimos estudos mostraram que a confiança dos cabo-verdianos nos deputados estava baixo, essa confiança reduziu-se ainda mais. “Espero que no dia 30 (data para uma nova manifestação) mais pessoas saiam à rua porque a única forma de resolver isso é o povo dar um basta”, defendeu.
O movimento organizador da manifestação, alegadamente surgido do seio da sociedade civil, mas que contou com rostos conhecidos do PAICV e do MpD, ostentava cartazes como “basta”, “ladrões”, “os thug´s estão no Parlamento”, “mi ê contra novo estatuto”, etc.
Vanusa Cardoso, presidente da JPAI, reafirmou a posição já tomada por essa organização da juventude do PAICV, que não semana passada contestou a proposta. “Somos contra o aumento do salário, não obstante acharmos que deve ser dignificado o estatuto dos titulares dos titulares de cargo político; mesmo assim, como ficou isso é difícil de gerir”.
Para segunda-feira, 30, foi feito o apelo para uma nova manifestação, desta feita de carácter mais geral, a acontecer na Praia, no Mindelo e noutros pontos de Cabo Verde, de novo contra o estatuto dos titulares de cargos políticos. CG

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top