PUB

Sociedade

Cabo Verde dificilmente atingirá todos os Objetivos do Milénio – ONU

Cabo Verde dificilmente atingirá todos os Objetivos do Desenvolvimento do Milénio (ODM) traçados pela ONU até 2015, mas o balanço será muito positivo para o país, avaliou hoje a coordenadora residente das Nações Unidas no país.
Segundo Ulrika Richardson, que falava aos jornalistas após a assinatura do plano de trabalho anual com Cabo Verde, neste momento é difícil dizer se o país vai ou não atingir todas as metas do desenvolvimento do milénio, já que o balanço só será feito no segundo semestre do ano.
“Acho que será difícil (Cabo Verde) atingir todos os objetivos e todas as metas (de desenvolvimento do milénio). As metas foram muitas, mas obviamente o balanço final será muito positivo para Cabo Verde”, salientou a responsável das Nações Unidas.
Ulrika Richardson avançou que ainda “há trabalho por fazer”, sobretudo no período pós-2015, com novos desafios e objetivos para o desenvolvimento sustentável.
“Mas posso dizer que para este ano o balanço de Cabo Verde em relação aos ODM será muito positivo”, insistiu a coordenadora residente da ONU, sem especificar o ponto de situação do país por área, indicando que o balanço será feito no segundo semestre do ano.
Os oito objetivos do Desenvolvimento do Milénio foram definidos pela ONU em 2000 e devem ser atingidos por todos os países ainda este ano.
São eles acabar com a fome e a miséria, educação básica e de qualidade para todos, igualdade entre sexos e valorização da mulher, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a SIDA, a malária e outras doenças, qualidade de vida e respeito pelo meio ambiente e todo o mundo trabalhando pelo desenvolvimento.
Algumas vozes têm alertado na imprensa cabo-verdiana que o país não atingirá todas as metas definidas pela ONU, sobretudo no que diz respeito à saúde, tendo a ministra que tutela o setor, Cristina Fontes Lima, afirmado no mês passado que não sabe se o país vai alcançar os ODM.
Em janeiro, o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, congratulou-se por o arquipélago estar em vias de atingir os oito ODM até 31 de dezembro, tal como definiu a ONU, admitindo, porém, que o “longo caminho” até lá passa pelos desafios do emprego, combate à pobreza, às desigualdades e à exclusão social.
No passado dia 18, durante um encontro com os jornalistas no âmbito do quarto aniversário do Governo, o primeiro-ministro afirmou que mesmo que o país atinja as metas a 95% já será muito bom, porque está mais perto.
Fonte: Lusa
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top