PUB

Cultura

Achadinha vibra com Élida Almeida na abertura KJF

O bairro de Achadinha Cima, cidade da Praia, acolheu neste sábado, 4, a abertura da sétima edição do Kriol Jazz Festival, com a actuação de três artistas.
O espectáculo começou por volta das 21h30 com Manuel de Candinho e banda com um público atento às cordas.
Depois das 22 horas foi a vez do jovem Helder Pelada com a sua guitarra e banda darem música ao bairro periférico da capital. Foi quase uma hora de embalo ao som de instrumentos de corda. O público aplaudia a cada atuacção e o evento parecia corresponder à expectativa dos moradores do bairro, mas também de quem se deslocou propositadamente dos seus bairros para ouvir e participar da abertura do KJF.
A jovem revelação 2014 (prémio CVMA), Élida Almeida, subiu ao palco pouco depois das 23 horas e o público aproximou-se do palco para escutar as composições do primeiro álbum da santacruzense “Ora doci, ora margos”.
A autora de “Nta konsigui”, single de apresentação do álbum, foi recebida com muito carinho e o público cantou juntamente com ela durante o espectáculo de jazz que deu vez também a funana, finason e batuco.
A noite de sábado no bairro de Achadinha serviu de ponta pé de saída nesta que será mais uma edição do Kriol Jazz Festival que vai acontecer no próximo final de semana, dias 9, 10 e 11, na Pracinha Escola Grande, Platô. CG

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top