PUB

Sociedade

Jornalismo na era digital deve passar confiança aos leitores

Os jornalistas, na cidade da Praia, debateram, durante toda a manhã desta segunda-feira, 4, o tema “Jornalismo na era digital”. Uma conferência alusiva ao Dia Internacional de Liberdade de Imprensa (3 de Maio), tendo como orador Francisco Sena Santos, jornalista português e professor de jornalismo.
“O digital facilita muito o trabalho a um jornalista, propicia muita informação, mas há uma coisa que é importante: a dúvida. A internet tem armadilhas e fiabilidades duvidosas. Cumpre ao jornalista partir com esse espírito de dúvida”, alertou Sena Santos face aos desafios que se colocam, hoje em dia, aos profissionais da informação na era digital.
A presidente da AJOC, organizadora da conferência, considerou pertinente tal tema e que por essa razão o mesmo precisa ser cada vez mais debatido, mormente numa realidade como a cabo-verdiana.
“Este ano a UNESCO está a dar bastante ênfase, entre outras coisas, à questão do jornalismo na era digital”, explicou Carla Lima, salientando que em Cabo Verde registou-se, nos últimos anos, “um aumento bastante significativo dos órgãos de comunicação social electrónicos”.
O jornalista Benvindo Chantre Neves, que assistiu à conferência, acredita que o país está a trilhar o seu caminho no jornalismo na web, mas questiona se isso está a acontecer num ritmo desejável.
“Temos jornais on-line mas muitos deles limitam-se a reproduzir matérias do impresso. Precisamos meter o pé no acelerador”, acrescenta, isto como forma de dar vasão ao “jornalismo digital” que é muito mais rápido e que deve ser constantemente actualizado.                      CG

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top