PUB

Política

Candidatura de Cristina Duarte à presidência do BAD é suportada financeiramente pelo Estado de Cabo Verde – PM

A candidatura da ministra Cristina Duarte à presidência do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) é suportada financeiramente pelo Estado de Cabo Verde, confirmou segunda-feira, o primeiro-ministro, José Maria Neves.
O chefe do Governo confirmou a informação em declarações aos jornalistas, à margem da cerimónia do entrega do Prémio Nacional de Jornalismo, quando foi instado a comentar a notícia divulgada pelo jornal A Nação, semana passada, dando conta que as acções de campanha da candidatura de Cristina Duarte, já custaram mais de 10 mil contos aos cofres do Estado.
José Maria Neves disse que está candidatura à presidência do BAD é uma questão nacional, uma candidatura a um tempo individual e de Cabo Verde e que o país está a apoia-la fortemente, contando não só com apoio do Estado como da rede diplomática.
“Há países com orçamentos avultadíssimos. O nosso orçamento é muito modesto. Há países em que há aviões à disposição, com grupos de assessores muito bem pagos à disposição, com lobbies montado, mas nós temos uma participação modéstia do Estado de Cabo Verde e prestaremos todas as contas relativamente a esta matéria”, disse sem referir ao valor.
Cristina Duarte é um dos oito candidatos à liderança do BAD, cujas eleições estão previstas para 28 de Maio, durante a reunião do Conselho de Governadores que deve decorre em Abidjan, Costa de Marfim.
É a primeira candidatura feminina, lusófona e de um país insular à presidência do BAD, uma instituição multilateral de desenvolvimento criada em 1964 com o objectivo de promover o desenvolvimento económico e o social do continente.
Além da governante cabo-verdiana perfilam na corrida Akinwumi A. Adesina (Nigéria), Sufian Ahmed (Etiópia), Jaloul Ayed (Tunísia), Kordjé Bedoumra (Chade), Samura Kamara (Serra Leoa), Thomas Sakala (Zimbabwe) e Birama Boubacar Sidibe (Mali).
Cristina Duarte, segundo a imprensa nacional, está no grupo dos três favoritos.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top