PUB

Sociedade

Crianças marcham por mais segurança nas estradas

Cerca de 500 crianças marcharam nesta terça-feira, 5, pelas principais ruas da cidade do Mindelo, para apelar a mais segurança nas estradas.
Esta iniciativa, que envolveu alunos das Escolas Salesiano e Valentina e ainda do Centro Educativo Mais Ciência,   enquadra-se na celebração da III Semana de Segurança Rodoviária promovida pelas Nações Unidas e que neste ano, sob lema “Save Kids lives”,  chama atenção para os perigos que as crianças correm nas estradas.
Essas crianças que,  conforme a delegada da Direcção-Geral de Viação e Segurança Rodoviária em São Vicente, estão envolvidas em 20 por cento dos acidentes que acontecem nas estradas cabo-verdianas. “Por isso que é preciso chamar a tenção dos condutores, dos pais, dos líderes políticos e das entidades públicas e privadas, tanto no papel de peões, como de passageiros”, salienta Sandra Alves.
Contudo, segundo o Representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) em  Cabo Verde, que também participou no desfile,  o país já está a dar um grande passo. Isto é “mudando a legislação, com iniciativas para colocar alcoolímetro nas estradas e introduzir balanças para controlar o transporte de cargas e também no trabalho junto das escolas”, enumera Mariano Salazar Castellon.
Algo que aquele responsável acredita ser necessário, uma vez que a falta de segurança rodoviária afecta maioritariamente países de baixo desenvolvimento e de desenvolvimento, como é caso de Cabo Verde. Também de acordo com dados mundiais, a insegurança rodoviária é a primeira causa de morte entre crianças menores de cinco anos e quarta causa nas crianças entre 15 e 17 anos. Ainda mais de 530 pessoas morrem diariamente nas estradas vitimas de acidentes
As actividades alusiva a semana de segurança rodoviária continuam em São Vicente até o próximo dia 9, e envolvem outras acções como mini-operação stop para  sensibilização de crianças  aos condutores, pintura de passadeiras junto das escolas e ainda concurso sobre a segurança rodoviária realizado nas escolas do Ensino Básico.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top