PUB

Sociedade

“A PJ está doente e não pode comemorar” – presidente ASFIC-PJ/CV

Uma manifestação pacífica dos efetivos da Polícia Judiciária (PJ), ofuscou, esta terça-feira, o acto oficial comemorativo do 22º aniversário dessa corporação, que contou com a presença do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.
Os profissionais da PJ, que já avançaram com um pré-aviso de greve para os dias 21 e 22 deste mês, quiseram aproveitar esta oportunidade para, uma vez mais, apresentarem um conjunto de reivindicações, com destaque para os novos estatutos dessa classe.
Mário Xavier, presidente da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação e de Apoio à Investigação Criminal da Policia Judiciaria (ASFIC-PJ/CV), justificou a manifestação, no dia do 22º aniversário da corporação, como um ato de protesto, porque, segundo ele “não temos motivos para comemorar. A PJ está doente, se estamos doentes não podemos comemorar”.
O presidente da ASFIC-PJ/CV garante que a possibilidade de uma greve por tempo indeterminado “está sobre a mesa” e que “por precaução” não aconteceu a partir desta terça-feira. Mas se a paralisação de dois dias prevista para a próxima semana não surtir o efeito desejado, “partiremos para uma greve por tempo indeterminado”.
Promoções, os novos estatutos e uma nova grela salarial, fazem parte do leque de reivindicações dos efectivos da PJ.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top