PUB

Sociedade

Estivadores do Porto da Praia ameaçam com manifestação por causa do atraso na devolução do IUR

Os estivadores do porto da Praia ameaçaram hoje, sem indicar a data, que vão realizar uma manifestação por causa do atraso do Governo na devolução do Imposto Único sobre o Rendimento (IUR) de 2009.
Em declarações à imprensa no final de um encontro com os estivadores no porto da Praia, o presidente do Sindicato da Indústria, Alimentação, Construção Civil, Agricultura, Serviços e Afins (SIACSA), Gilberto Lima disse que o Governo tem um prazo de cinco dias para reembolsar o IUR de 2009 aos trabalhadores. Caso contrário os estivadores vão manifestar-se em frete do Ministério das Finanças e do Planeamento.
O presidente do SIACSA considerou que “é injusto o Tribunal mandar descontar de forma coerciva o imposto devido pelos estivadores e não obriga o Estado a devolver o que deve aos trabalhadores”.
De acordo com o porta-voz dos trabalhadores, Orfeu Lopes Andrade, “há pouco tempo fizeram-nos descontos do IUR devido ao Ministério das Finanças à boca do cofre, porque é que o governo não nos paga também o que nos deve. É um autêntico abuso”.
Orfeu Lopes Andrade confirmou que através da medida coerciva os estivadores estão a pagar 60, 90 e 200 mil escudos. Por isso, exigem também do Governo o reembolso do IUR 2009.
Os estivadores deveriam não só manifestar-se como também queixar-se do Estado nos tribunais para obrigar o Governo a devolver o IUR em atraso, defendeu ainda o estivador Orfeu Lopes Andrade.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top