PUB

Cultura

Nish Wadada inicia tournée de Verão em Itália

A artista do reggae cabo-verdiano, Nish Wadada, regressa este mês à Europa, para mais uma “tournée”, que começa em Itália. Na bagagem leva os seus novos sucessos e vai dividir o palco com grandes nomes do “dub reggae”. Ao todo 17 espectáculos estão confirmados.

O “More Wadada Tour”, nome da tournée de Nish Wadada, já tem confirmado 17 espectáculos, em 10 países, com pontapé de saída amanhã (sexta-feira, 26) e sábado, 27, no Zion Station, Itália. “A maioria são festivais de ‘Dub’, um dos estilos de ‘reggae’, no qual tenho apostado para expandir carreira na Europa, mas também vou fazer festivais de ‘reggae roots’, o ‘reggae’ que ouvimos mais em Cabo Verde”, revela a cantora.

Depois de Itália, segue-se o Festival Musa, em Portugal, para depois rumar até França, para o “Dub Camp”, nos dias 10 e 12 (Julho). Holanda, terra onde a artista cresceu e iniciou a sua carreira no “zouk”, será a sua próxima paragem, no Rastplas, no dia 18. Nish regressa, depois, para o mesmo país, no dia 23, desta feita para Eendrachts Festival.

A cantora viaja assim, durante o Verão, para apresentar os seus suces, mas, também, para estar em palco com muitos dos seus ídolos do no Dub, casos de King Shiloh Sound System, Ranking Joe, Earl 16, Salomon Heritage Sound System, Sister Aisha, Christine Miller, Vibronics, Delmighty Sounds, Jah Version.

Mais lugares

Nish Wadada não pára. Ainda na Europa, também irá pisar o palco do Dour Festival, Bélgica, com espectáculo marcado para o dia 19 de Julho e depois para 7 de Agosto, desta feita, para o Reggae Bus. Alemanha (Rise ‘n’ Shine, 31 de Julho), Áustria (Afrika Tage Festival, 8 de Agosto) são as suas outras paragens.

O “More Wadada Tour” está a ser preparado desde o início do ano, incluindo contactos e promoções do seu EP “Queens & Kings” e dos vinis (já três lançados).

Nos maiores festivais do mundo

A tournée de Nish viaja por entre os maiores festivais de dub e do reggae realizados na Europa. “São todos shows em festivais, aliás, os maiores festivais de reggae/dub na Europa, incluindo o Festival Afrika Tage na Áustria, que não é só reggae, mas artistas africanos da worldmusic, durante mais de uma semana”, aponta Nish Wadada. “Essas portas estão a abrir-se para mim. No verão, os tours são feitos de festivais, os artistas rodam nos festivais”, salienta.

Depois de rodar por países da Europa a apresentar o “Queens & Kings” e outras músicas do vinil que já está no mercado, a solo, Nish Wadada pensa depois começar a estuturar concertos com a sua banda. “Com a minha banda só depois do lançamento do CD ‘Reggae roots Jah Calling’, em Outubro. Faz parte da estratégia da minha equipa”.

Satisfeita com os resultados alcançados lá fora, e com o retorno que vai recebendo, Nish diz ter notado uma evolução muito rápida, a contar com o momento em que começou a sua carreira solo, e mais afincada no mundo do reggae, depois de passar uma temporada na banda “Kola Beat”, na Praia.

A aprendizagem com outros artistas, a experiência, a confiança e a cultura geral são algumas das mais valias que Nish carrega na bagagem sempre que termina uma tournée. “O público já me conhece melhor e até canta as minhas músicas, devido à divulgação feita nos recentes lançamentos”.

A partilha do microfone com os músicos do mundo reggae também é mais um ponto positivo para a cabo-verdiana. “Tive já o privilégio de partilhar o palco e os estúdios com os maiores nomes do mundo reggae”. Sendo uma das poucas cantoras femininas no reggae e africana, a aceitação tem sido muito boa”, conclui a artista. 

CG

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top