PUB

Política

Cidade da Praia vai albergar sede da Internacional do Centro Democrático – África

A Cidade da Praia vai albergar, ainda este ano, a sede da Internacional do Centro Democrático – África (IDC) tendo a organização internacional entregue a documentação necessária ao ministro da Justiça para o seu registo.
O anúncio foi tornado público hoje, em conferência de imprensa conjunta, na Cidade da Praia, promovida pelo membro da direcção nacional e responsável pelas relações do Movimento para a Democracia (MpD) com a IDC, José Filomeno Monteiro, e pelo espanhol Alberto Ruíz Thiery, coordenador-geral desta organização política internacional.
Prevê-se que Cabo Verde passa a contar com uma nova estrutura de apoio a nível internacional para se conectar com “os outros partidos do mundo”, de forma a aumentar a possibilidade do País estar conectado com os dois principais mundos políticos existentes.
José Filomeno avançou que a instalação da sede da IDC-África em Cabo Verde tem o consentimento da IDC Internacional, referenciada como “a maior família política do mundo” e que inclui partidos como a CDU (Alemanha), PP (Espanha), PSD (Portugal), MRD (Costa do Marfim) com ramificações na Europa, Ásia e na África.
Acredita que esta ofensiva poderá simbolizar “mais um passo na consolidação das relações internacionais” do MpD, com vista a trabalhar “activamente em prol dos interesses de Cabo Verde” enquanto um País portador de “valores da democracia dos direitos humanos e dos estados de direito”.
O MpD conta implementar, ainda este ano, a Juventude IDC, a ser presidida por um outro país, mas que esta força política cabo-verdiana irá participar ”de forma activa” nos órgãos de direcção, assim como criar as Mulheres IDC, organização.
Alberto Ruíz Thiery considerou de “muito importante” para Cabo Verde e uma “boa escolha” para a Cidade da Praia ter uma sede da IDC-África, alegando que o País passará a ter uma presença internacional “muito maior”.
Avançou que a IDC tem como a próxima ofensiva organizar um grupo parlamentar africano com todos os membros dos parlamentos Pan-africanos filiados na IDC-África, alegando ter políticos influentes na Europa e no mundo que poderão ajudar, tanto o MpD, como Cabo Verde.
Fez questão de destacar o apoio do Governo na reunião realizada a 7 de Novembro último, ao mesmo tempo que agradeceu o ministro da Justiça pela abertura encontrada.
Alberto Ruíz Thiery disse que a IDC conta actualmente com 16 partidos africanos, em países como Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Gabão, Argélia, Senegal, Marrocos, Mauritânia, Guiné Equatorial, Burkina Faso e Guiné Bissau de entre outros, num universo de quatro presidentes e primeiros-ministros, mais de 80 ministros e mais de 750 deputados.
O líder do MpD, Ulisses Correia e Silva é o presidente da IDC-África e vice-presidente da IDC Internacional e vai à Cimeira dos Líderes Mundiais desta organização politica agendada para os dias 9 e 10 do corrente, no México.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top