PUB

Política

Cabo Verde quer conhecer experiência portuguesa do ensino técnico-profissional

Cabo Verde quer conhecer a experiência do ensino técnico-profissional em Portugal, afirmaram este sábado à agência Lusa os ministros da Educação e Ciência português e da Educação, Juventude e Desportos cabo-verdiana.
Nuno Crato, que cumpre hoje o primeiro de dois dias de uma visita oficial a Cabo Verde, e Fernanda Marques salientaram a importância da cooperação bilateral no ensino secundário, destacando a necessidade de os jovens cabo-verdianos poderem ser orientados para uma via profissionalizante rendo em conta as necessidades do país.
“A nossa cooperação sempre foi boa, de excelência e o fator de união é a própria língua. Quando um chora o outro sabe porquê. Quando um ri o outro também sabe porquê, daí que haja necessidade de se reforçar a cooperação no ensino secundário, criando programas de ensino técnico-profissional e de educação e formação de adultos”, salientou Fernanda Marques.
A ministra cabo-verdiana salientou que, durante a estada de Nuno Crato em Cabo Verde, vão ser analisadas também as possibilidades de se criar, no arquipélago, a avaliação de competências e de aprendizagens.
“Temos de ter em conta o desafio de Cabo Verde, que é permitir que todas as escolas secundárias do país ofereçam não só a via geral como também a técnico-profissional”, sublinhou.
Nuno Crato, por seu lado, acentuou a vontade do Governo cabo-verdiano em conhecer a experiência portuguesa, nomeadamente nas vertentes vocacional e profissional no secundário, bem como nos cursos de curta duração dados pelos institutos politécnicos para técnicos superiores profissionais.
No universitário, em que terá um encontro nesse sentido com o ministro do Ensino Superior, Ciência e Inovação cabo-verdiano, António Correia e Silva, o governante português destacou a “extensa cooperação” já existente, indicando que Cabo Verde quer conhecer também a forma de trabalhar da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).
“Cabo Verde está muito interessado em desenvolver no país a investigação científica e desenvolver algo parecido com a nossa FCT, bem como o nosso Instituto de Avaliação Educativa (IAE)”, salientou, indicando que, com Correia e Silva, irá analisar novas formas de cooperação no setor.
Hoje à tarde, Nuno Crato e Correia e Silva vão assinar dois memorandos de cooperação, um relacionado com o ensino da Medicina em Cabo Verde, com apoio da Universidade de Coimbra, e outro ligado ao reforço do intercâmbio de cientistas e investigadores e professores universitários.
De manhã, Nuno Crato e Fernanda Marques participaram no encerramento da 5.ª edição das Olimpíadas de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorreu ao longo da semana na Cidade da Praia, tendo ambos reiterado que a iniciativa “dá conteúdo científico, académico e educativo” à comunidade.
“É a CPLP no seu melhor. Um encontro entre jovens na mesma faixa etária, vindos dos diferentes países e que trocam histórias”, afirmou Fernanda Marques, salientando que Cabo Verde vai participar na próxima edição das Olimpíadas de Matemática Ibero-Americanas.
 
Na edição da Cidade da Praia, os alunos portugueses conquistaram três medalhas de prata e uma de bronze nas diferentes categorias da iniciativa, que envolveu 24 alunos oriundos do Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.
Fonte: Lusa

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top