PUB

Cultura

Omicil `incendeia´ o Mindel Summer Jazz

A quinta edição do Mindel Summer Jazz, em Mindelo, foi fechada com chave de ouro com a actuação de Jowee Omicil.
Na verdade as centelhas já estavam lançadas antes do show do saxofonista com a prata, ou seja ouro da casa representado por Bau, Hernâni Almeida e Jennifer Soledad. O dedilhar das cordas de Bau foram o início de uma noite de sexta-feira, de verdadeira aventura jazzista. Como sempre o mestre cabo-verdiano das cordas não deixou o crédito por mãos alheias e juntamente com a sua banda visitou sucessos recentes e de outrora.
Um pouco mais tarde Jennifer Soledad subia ao palco como convidada de Bau. A cantora que é uma das mobílias do Mindel Summer Jazz fez o público levantar-se da cadeira para uma  apresentação que valeu, embora breve de apenas três músicas. Contudo,  os presentes tiveram a oportunidade de apreciar a voz rouca de Jennifer Soledad no conhecido “Largam da mon”, uma morna para não deixar esquecer o tradicional e ainda a música “Um click” que dá nome ao seu recente álbum. O desfile do talento nacional terminava com o acasalamento entre os sons de Bau e Hernâni Almeida.
Assim, se abria as portas para a chegada, por volta da uma da madrugada, do génio do sopro, Jowee Omicil,  que levou o público ao delírio. Uma façanha conseguida com as suas músicas internacionais, mas mais ainda quando incorporou o homenageado, Luís Morais. “Morais está aqui em espírito, eu sinto-o”, cantava o saxofonista canadense.
Talvez seja por isso que o tributo ao  saudoso “Ti Lis” não poderia ter corrido da melhor maneira, a ponto que transbordar o ponto de fervura na Réplica da Torre de Belém, aguçando até os apetites para um pé de dança. Nada mais, nada menos que um espectáculo muito louco do saxofonista que até se mostrou ominipresente, aparecendo em todos os lugares, com “shows” até no meio do público. Tudo isto suportado pela Bash- que conforme Jowee    explicou significa amor- band. Por isso que durante a hora de apresentação fez os presentes repetir o Bash e Bash é o que diz sentir po Mindelo.
Pouco depois das duas horas deste sábado, a seguir a um bis, terminava assim a actuação de Jowee Omicil que depois do sucesso no Kriol Jazz Festival, na cidade da Praia, deixa os mindelenses rendidos ao seu talento no encerramento do segundo e último dia do Mindel Summer Jazz.
LN

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top