PUB

Cultura

“O Rio que é gato” de Rony Moreira entre os melhores do concurso da Festlip

O poema “O Rio que é gato”, do jovem cabo-verdiano Rony Moreira, foi seleccionado entre os melhores poemas do concurso lançado pela Festlip (Festival Internacional de Teatro de Língua Portuguesa) este ano, enquadrado nos 450 anos do Rio de Janeiro, Brasil.
O poema será interpretado por um artista do Rio de Janeiro no evento e exposta no espaço Oi Futuro Flamengo durante o festival de teatro que decorre de 26 de Agosto a 6 de Setembro.
Rony Moreira, que nunca esteve no Rio de Janeiro, soube do concurso lançado aos países de língua portuguesa, seguindo as exigências pedidas, utilizou os conhecimentos que adquiriu sobre a “Cidade Maravilhosa”, fez alguns poemas e conseguiu escrever “O Rio que é gato” em três dias para enviá-lo a tempo para a organização. “Nunca fui ao Rio de Janeiro. Escrevi o poema com base naquilo que já vi em filmes, fotos, da história da cidade e pesquisei um pouco mais sobre o local na internet. O resto foi escrever”, afirmou ao A NAÇÃO.
A mensagem de que o seu poema ficou entre os melhores para serem apresentados no Rio de Janeiro, deixou Rony Moreira muito satisfeito, pois “O Rio que é gato” foi criado sobre “a minha imaginação do que é o Rio de Janeiro”.
Rony Moreira é sociólogo e membro do Movimento de Acção Cívica (MAC#114). Fez “tremer” as bases políticas em Cabo Verde depois que levou (MAC) milhares de pessoas às ruas para protestarem contra o novo Estatuto dos Titulares de Cargos Políticos aprovado em unanimidade pelo Parlamento. É autor do blog geração 20j73, onde expõe suas ideias e poemas, e também escreve artigos de opinião num jornal da praça.
Terminou os estudos superiores há cerca de dois anos e dedica o seu tempo também na agricultura. CG
 
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top