PUB

Ambiente

Menos desovas de tartaruga este ano

Cabo Verde deve registar este ano um número menor de desovas de tartarugas nas suas praias. Esta é, para já, a percepção das diferentes ONG’s que lidam com a defesa do ambiente. O furacão Fred, que varreu algumas ilhas em Agosto, é um dos causadores dessa situação.
O responsável da Associação Caretta Caretta, em Santa Cruz, Fredy Cardoso, afirma que este ano está a verificar-se uma diminuição do número de ninhos de tartarugas nas praias de Santa Cruz, São Domingos e Tarrafal, em relação aos anos anteriores.
“Se em 2012, ano em que iniciámos a vigia das praias, contamos 80 ninhos por essa época, este ano, os trabalhos de patrulha nocturna para observar a desova, que teve início em Junho, até o momento, apenas registamos cerca de 30 ninhos: 15 na praia de Areia Grande (Santa Cruz), sete em Praia Baixo, cinco na praia de Achada Baleia, ambos em São Domingos, e três na praia do Mangue (Tarrafal). Resultados esses que Fredy considera muito aquém das expectativas da associação.
Maio com tendência crescente
De acordo com Leno Passos, responsável da Fundação Maio Biodiversidade, o andamento da campanha de protecção das tartarugas na ilha está a decorrer bem. Até agora, em toda ilha, há o registo de cerca 500 ninhos, um valor maior do que em relação ao ano transato.
Entretanto, Leno Passos revela que há neste momento um registo de sete tartarugas mortas, uma por morte natural e as restantes por obra dos “apanhadores” nas praias. E quanto a ninhos, de acordo com a mesma fonte, 15 já foram recolhidos. Mas, mesmo assim, avança que “o resultado é positivo”, dado que houve uma redução de número de tartarugas mortas e ninhos apanhados em relação aos anos anteriores.
Aquela Fundação tem vindo, segundo a nossa fonte, a realizar actividades de sensibilização da população, em especial dos pescadores, com palestras, jogos para crianças, limpeza das praias, desenhos e pinturas em todas as localidades da ilha.
“Temos tido um forte apoio de grupos e associações locais. Neste momento contamos com elementos de um grupo de batucadeiras a fazerem patrulha, todos os dias, com a nossa equipa em Alcatraz. Também temos membros de uma associação do Barreiro a fazer patrulhas, todos os dias, com a nossa equipa. Este ano estamos a apostar forte em parcerias com grupos e associações locais e pretendemos continuar no mesmo caminho no próximo ano para podermos reforçar o engajamento da população do Maio nesta luta que é de todos nós”, conclui.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top