PUB

Política

PM reúne-se com Ban Ki-moon

Os constrangimentos ao desenvolvimento dos Pequenos Estados Insulares e dos países de rendimento médio, bem como a problemática do seu financiamento, foi um dos temas tratados entre o Primeiro Ministro, José Maria Neves e o Secretário Geral das Nações Unidas Ban Ki-moon, durante o encontro realizado no final da tarde desta quinta-feira, 30 de Setembro, na sede das Nações Unidas, em Nova York.
Em entrevista à imprensa cabo-verdiana, José Maria Neves disse que há um “forte comprometimento” de Ban Ki-moon e de todo o sistema da ONU e de outras instituições, como o Banco Mundial, no sentido de se encontrar mecanismos “mais favoráveis” para o investimento nos PEID e para o financiamento global de desenvolvimento. “Temos de criar, no plano internacional, programas e fundos que permitam financiar, de forma diferenciada, os Pequenos Estados Insulares, tendo em atenção, não apenas a dimensão do território e da população, mas os constrangimentos que restringem o processo insular. Não podemos tratar os PEID no pacote global da agenda de financiamento internacional, temos de ter critérios específicos”, defendeu o Primeiro Ministro.
As mudanças climáticas e o seu impacto nos PEID e todo o programa em curso para fazer face às mudanças climáticas, sobretudo em Cabo Verde, destacando os projectos a nível das energias renováveis e de mobilização de água, foram outras questões analisadas durante a reunião entre o Chefe do Governo e o responsável das Nações Unidas. “Aqui há uma equipa das Nações Unidas que vai trabalhar connosco para podermos atingir os objectivos preconizados.
Falamos, também da necessidade de coordenação a nível dos Pequenos Estados Insulares do Atlântico e da criação de um centro em Cabo Verde para garantir uma melhor articulação entre os Pequenos Estados Insulares Lusófonos, designadamente Cabo Verde, Guine Bissau e São Tome”. Sobre esta matéria, José Maria Neves garantiu o compromisso de Cabo Verde visando a realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável no horizonte de 2030, de acordo com o programa consensualizado no fórum de 2014.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top