PUB

Sociedade

Clínica escola é opção para quem não consegue pagar um tratamento

A Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade Jean Piaget da Praia, a funcionar desde 2011, para além de formar e oferecer a prática necessária aos estudantes dessa área, também tem pendor social. A clínica recebe por dia uma média de vinte pacientes e as consultas são gratuitas.
A Clínica Escola de Fisioterapia da Uni-Piaget, única em Cabo Verde, faz parte do programa de responsabilidade social da instituição e foi criada para os académicos do curso de fisioterapia desenvolverem actividades educativas e práticas nessa área. A clínica dispõe de equipamentos com padrão internacional que permitem articular o ensino e a pesquisa com as demandas da sociedade e buscar o comprometimento da comunidade académica com os interesses e as necessidades sociais.
Os estudantes tratam gratuitamente da reabilitação dos pacientes sob a supervisão de professores qualificados, ao ponto de saírem da universidade com experiência vasta das áreas disponíveis da fisioterapia. A clínica já recebe uma média de vinte pacientes, só no horário de manhã (8:30 até 12:30), que é o único periodo para atendimento.
“Damos prioridades aos pacientes carenciados. Aqueles que não conseguem pagar são enviados para a nossa clínica escola e são atendidos gratuitamente. Eles vêm com o relatório médico do hospital ou de uma clinica privada e nós fazemos a reavaliação, desde que o diagnóstico seja compatível com as especialidades oferecidas pela clínica. Também prestamos serviços aos professores, estudantes e funcionários da Uni-Piaget que necessitam de tratamento”, explica Vanusa Brasão, coordenadora da Clínica Escola de Fisioterapia da Uni-Piaget.
Intervir nas comunidades
Neste momento, a clínica escola não faz atendimento apenas nas suas instalações, também presta serviços em comunidades e noutras instituições. “Este ano temos uma intervenção pediátrica em que vamos fazer uma avaliação ao Liceu Miraflores, durante cerca de dez semanas. Poderia ser qualquer outro liceu, mas escolhemos Miraflores porque lá funiciona desde o pré-escolar ao ensino secundário, o que nos permite ver as fases do desenvolvimento infantil”, aponta Vanusa Brasão.
Essa responsável admite que, no ano passado, a intervenção no centro de idosos do bairro de Castelão foi “satisfatório”, por isso, este ano, a meta é “abranger todos os centros de idosos da cidade da Praia, para que os mais velhos tenham uma vida saudável”.
“Para além disso, todos os anos fazemos feiras de saúde em várias comunidades, alertando principalmente para a prevenção. Temos estudos científicos em andamento e pretendemos fazer intervenções em escolas secundárias do país”, acrescenta a coordenadora da clínica escola.
Estágios
Os estudantes de fisioterapia da Uni-Piaget têm a possibilidade de realizarem estágios mesmo na clínica escola, dentro da universidade. Os estágios que não são possiveis realizar na clínica escola são feitos em clínicas privadas e nos hospitais.
“Aqui na clínica não temos internamento ou UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e os nossos alunos precisam de um estágio hospitalar. Consequentemente, eles estão sob supervisão dos fisioterapeutas hospitalares. Contudo, eu acho que poderíamos ter uma relação mais aberta e mais próxima do que temos com os fisioterapeutas hospitalares”, afirma Vanusa Brasão.
Vanusa Brasão congratula-se com o trabalho que a Clínica Escola de Fisioterapia da Uni-Piaget têm desenvolvido e aconselha as universidades cabo-verdianas a apostarem nesse tipo de intervenção porque, segundo diz, em termos académicos e sociais, “é muito importante para formar bons profissionais e contribuir para uma melhor saúde pública”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top