PUB

Política

PM em Angola para contactos com autoridades e Comunidade cabo-verdiana

O primeiro-Ministro, José Maria Neves, desloca-se esta quarta-feira a Angola para uma visita de trabalho de quatro dias. O Chefe do Governo tem na agenda vários contactos com autoridades locais e as comunidades cabo-verdianas nas províncias de Luanda, Cabinda e Benguela.
José Maria Neves destaca os contactos com a comunidade cabo-verdiana nas três províncias acima referidas, sendo que tem agendado ainda encontros com as autoridades dessas três localidades. Dos contactos com autoridades e representações locais destaca-se ainda o encontro com o vice-presidente do MPLA, partido que sustenta o Governo central angolano, para além de outros encontros ao mais alto nível e com o sector empresarial que estão neste momento ainda a serem concertados, pois a agenda ainda “não está totalmente fixada.
Nesta que deverá ser a sua última visita àquele país na qualidade de primeiro-ministro, será igualmente uma oportunidade para se despedir da Comunidade e das autoridades angolanas, bem como para lançar o segundo e mais recente título da autoria de José Maria Neves, “Cabo Verde: Gestão das impossibilidades”.
“RELAÇÕES INTENSAS”
Neves faz questão de frisar as “muito intensas” relações com Angola, tanto do ponto de vista institucional e intergovernamental, quanto do ponto de vista económico-empresarial. A título de exemplo Neves recorda o enorme apoio recebido do Governo de Luanda aquando do desastre da erupção vulcânica em finais do ano passado. “Só dois países que têm excelentes relações podem ter essas cumplicidades e esse nível de relacionamento”, elucida.
Neves cita, como exemplo das relações económicas, a recente visita de uma delegação da Associação Empresarial de Luanda e que culminou com a assinatura de “um grande protocolo de cooperação” com a Câmara Municipal da Praia para o desenvolvimento de uma grande área industrial próximo ao aeroporto internacional da Praia- Nélson Mandela, “um grande investimento”, considera. Veja-se ainda toda a requalificação da área costeira de Quebra Canela, na cidade da praia e que conta com forte participação angolana.
A presença ainda de empresas como a Sonangol Cabo Verde ou o BAI Cabo são outros exemplos desta “intensa cooperação”. O primeiro-ministro aventa ainda as possibilidades de novos investimentos angolanos, no sector hoteleiro no Maio, em São Vicente e na cidade da Praia como provas das “fortes relações” entre os dois estados tendo em vista o crescimento e desenvolvimento dos dois países.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top