PUB

Sociedade

Mais Líderes: “Futuramente gostaríamos de expandir para outras ilhas”, Luísa Malhó

À margem da visita da comitiva de jovens líderes portugueses a redacção do jornal A Nação, a representante do Alto Comissariado pelas Migrações, Luísa Malhó, expressou o desejo de que, para o próximo ano, esta iniciativa possa contemplar outras ilhas em Cabo Verde.
A certeza é de que para 2016 voltarão a Cabo Verde, desde logo, porque a visita está inserida num protocolo assinado entre os governos de Portugal e de Cabo Verde em 2014, que prevê planos de capacitação em 2015 e 2016. Portanto e conforme Luísa Malhó “neste momento já se está a repensar o plano de formação para a partir de Janeiro e Fevereiro começarmos obviamente um projecto de capacitação e liderança com outro grupo no sentido de voltar para Cabo Verde”.
Por se tratar da primeira vez, encararam este desafio como uma experiência-piloto e tendo em conta a logística que a operação implicou, optaram por estabelecer as bases na ilha de Santiago, sendo assim criteriosos na escolha.
A comitiva chegou a capital do país na passada terça-feira, 8, e permanecerão até a próxima segunda-feira, 14. A visita até agora promoveu vários encontros entre os jovens e alguns actores da sociedade cabo-verdiana, como são os casos do primeiro-ministro José Maria Neves, a ministra das comunidades Fernanda Fernandes, o Director-geral das comunidades Francisco Carvalho.
Entretanto a representante da Embaixada de Cabo Verde em Portugal, Ângela Barbosa, que também integra a comitiva, adiantou que ainda têm programado algumas deslocações ao interior da ilha de Santiago e “provavelmente ao Mercado provisório, como meio de descontração”.
De modo geral a experiência tem-se revelado “bastante gratificante” na óptica da responsável, pois têm tido uma agenda muito preenchida.
Já a justificativa pela escolha do jornal A NAÇÃO para conhecer um pouco da media local, prende-se com o facto de “ter uma redação muito jovem e onde os jovens poder-se-iam identificar”, diz.
Embora, outra questão que pesou na escolha foi o facto dos mesmos se terem surpreendido quando souberam que uma jornalista deste semanário conquistou um prémio da CNN recentemente.
Jason Fortes

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top