PUB

Sociedade

Juiz ameaçado de morte: PN diz que só teve conhecimento na comunicação social

A Polícia Nacional fez saber que só teve conhecimento do caso das ameaças contra o juiz da Comarca de Santa Cruz, Manuel Lopes Cabral, na comunicação social. Refira-se que o magistrado diz estar sob ameaça na sequência de uma sentença por ele proferida.
Num comunicado chegado a esta redacção a Polícia Nacional diz que, após tomar conhecimento deste caso, avançado em primeira mão pelo Jornal A Nação, “de imediato procurou confirmar a sua veracidade e conhecer, detalhadamente, as circunstâncias das alegadas ameaças”. Isto no passado dia 12.
Na terça-feira, dia 13 de Fevereiro, diz a mesma fonte, foi estabelecido um contacto com Manuel Cabral, “de forma a inteirar-se da situação e, por conseguinte, determinar o grau da ameaça e o modo de protecção a vigorar, imediatamente”.
“Aliás, foi apenas nesse dia que o Juiz em causa comunicou ao referido Conselho Superior da Magistratura Judicial, de que se sentia ameaçado, fato que foi dado a conhecer de imediato à PN”, diz a mesma nota onde também se pode ler que “o Comando da Esquadra Policial de Santa Cruz reitera que só teve conhecimento do caso através da Comunicação Social e que o Magistrado em causa nunca chegou a solicitar protecção à Polícia de Santa Cruz e nem fez qualquer comunicação sobre as ameaças de que vinha sendo alvo”.
A mesma nota diz que ainda, sobre este caso, a referida Esquadra confirmou que recebeu solicitações de apoio do referido Magistrado, apenas para as sessões do julgamento e da leitura da sentença, “como é da prática, as quais foram prontamente atendidas”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top