PUB

Cultura

“Laço Umbilical” é o primeiro CD de Lucibela Santos

“Laço Umbilical” é o primeiro CD de Lucibela Santos. Uma morna inédita de Betu, que dá nome ao disco, e que deixa transparecer a ligação desta cantora à terra, às raízes e à música cabo-verdiana. O lançamento oficial, com selo da Lusáfrica, aconteceu dia 12 em Paris.
Lucibela Santos, 31 anos, é um rosto bem conhecido das casas de música tradicional de Cabo Verde. Mais do que um rosto, uma voz que sempre arrebatou o público das ilhas por onde tentou a sua sorte no mundo da música. Primeiro São Vicente, depois Sal, Boa Vista, e mais tarde Praia, Santiago. Agora, concretiza o sonho do primeiro CD.
“Esperei muito por este momento, mas sei que as fases que passei foram necessárias para chegar aqui, pois não me sentia preparada. É uma alegria enorme quando penso que vou fazer o meu próprio concerto com o repertório do meu disco, é uma felicidade imensa”, confidenciou ao A NAÇÃO.
A oportunidade de gravar um disco já vinha sendo “maturada” há alguns anos, mas ganhou consistência depois da sua actuação no Atlantic Music Expo (AME) do ano passado.
“Eu e o José da Silva já tínhamos falado em gravar há uns anos, mas ainda não tinha chegado o momento certo. Trabalhei com ele nas participações em homenagem à Cesária e voltámos a falar em gravar. Depois de emigrar para Portugal, de ter outras experiências fora de Cabo Verde e de ter participado no AME, onde tive boas criticas, cheguei à conclusão que estava melhor preparada para a gravação”.
Retratar a raiz
E assim nasceu “Laço Umbilical”, uma morna inédita de Betu, que dá nome ao primeiro álbum de Lucibela Santos, e que retrata a sua ligação às origens.
“Fala do laço que temos com a terra onde nascemos, eu tenho uma profunda ligação a Cabo Verde e à nossa música, sendo o meu disco tradicional e com temas que retratam a vivência da nossa terra, achei que seria o nome ideal para descrever o sentimento do meu primeiro disco”.
Por isso mesmo, quem escutar o disco vai “sentir” essa ligação “à minha terra, à minha raiz”, pois como a própria descreve o “Laço Umbilical é o elo mais forte da vida”. Além de Betu, entre os compositores das demais faixas destacam-se Manuel d’ Novas, Nhelas Spensar, Elida Almeida, Jorge Tavares, Mário Lúcio, Dany Mariano, Jorge Humberto e Toy Vieira, que além de ser o produtor musical, é também compositor de um tema.
Para Cabo Verde ainda não há data de lançamento oficial prevista, mas até lá Lucibela irá continuar a fazer o que mais gosta, cantar. “Quero dar continuidade a levar a música de Cabo Verde aos quatro cantos do mundo porque acho que a nossa música é linda e precisa ser ouvida pelos que já a conhecem e descoberta pelas novas gerações”.
E promete não parar pelo “Laço umbilical “. “Quero fazer muito mais, quero ter uma carreira e vou trabalhar para que isso se concretize porque é o que me completa”.
Lucibela Santos é natural do Tarrafal de São Nicolau, aos cinco anos mudou-se para São Vicente, onde permaneceu até terminar o liceu. Depois do falecimento da mãe, viveu três anos no Sal e mais dois na Boa Vista, e esteve quase cinco anos em Santiago, antes de se mudar para Lisboa, onde reside actualmente.
GC

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top