PUB

Mundo

Colômbia: Polícia que matou Pablo Escobar detido por lavagem de dinheiro

Hugo Aguilar tornou-se mundialmente famoso, quando, em Dezembro de 1993, matou Pablo Escobar, o narcotraficante mais perigoso da Colômbia e o mais procurado do mundo. Agora, o reformado coronel da Polícia colombiana volta a estar em destaque na imprensa mas pelos piores motivos.

Segundo o “El Español”, Hugo Aguilar foi detido acusado pelo Ministério Público de lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito. A acusação alega que o coronel tentou legalizar e esconder recursos obtidos através de actividades ilícitas. Em causa estão 33 bens adquiridos por Hugo Aguilar, entre os quais se contam casas, escritórios, garagens ou carros, cujo valor total ascende aos 5,2 milhões de dólares (cerca de 4,2 milhões de euros), mas cujo dinheiro foi obtido devido à ligação de Aguilar a grupos paramilitares.

Para além do coronel, também foi detida a sua mulher e outro homem.

Não é a primeira vez que Hugo Aguilar enfrenta problemas com a Justiça devido à sua relação com grupos paramilitares. Depois de se ter retirado da Polícia nos anos 90, o coronel entrou para a política e foi eleito para a Assembleia de Santander. Entre 2004 e 2007, ocupou o cargo de governador desta mesma localidade. Uma posição que terá conseguido ao colocar a sua “investidura à disposição” dos grupos paramilitares.

Foi investigado durante anos e em 2011 foi condenado a nove anos de prisão.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top