PUB

Cultura

“Cidade Velha é uma mina de ouro a nível do património” – Abraão Vicente

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, afirmou, nesta sexta-feira, 02 de fevereiro, no período antes da ordem do dia da sessão parlamentar, que a “Cidade Velha é uma mina de ouro do património”.
“Estamos a fazer um investimento significativo para a sua restruturação. É importante que todos assumam a sua responsabilidade para atingirmos as metas preconizadas”, afirmou Abraão Vicente.
Para a melhor valorização da Cidade Velha, sítio histórico e único património de Cabo Verde classificado como património da humanidade pela UNESCO, o governante afirma que haverá um “breve trecho novidades”.
Refira-se que o sítio histórico foi elevado, em 2009, a categoria de Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, pela sua importância histórica. Cidade Velha é nada mais, nada menos, o primeiro centro europeu nos trópicos. Do século XV ao século VXIII desempenhou um papel geoestratégico na navegação transoceânica, designadamente, no fornecimento de mantimentos, na reparação de embarcações e na cura de enfermos.
Igualmente, funcionou como placa giratória no comércio triangular de escravos (Europa, África e América) que se desenvolveu a partir dos meados do século XVI.
O Ministério da Cultura e das Criativas (MCIC) adiantou, para já, um plano de gestão integrado para o sítio histórico, horizonte 2018/2022, assente em cinco eixos: gestão urbana/mecanismos para melhorar a intervenções urbanísticas/envolvimento e participação da comunidade/turismo e desenvolvimento local/valorização do património imaterial.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top