PUB

Cultura

“Uma noção d’África” é o primeiro livro de Hernani Sousa

“Uma noção d’África” é o primeiro livro do jovem tarrafalense Cláudio Hernani Sousa. A obra foi apresentada quinta-feira, 11, no Mercado de Artesanato e Cultura, na cidade de Mangui, em Tarrafal de Santiago.  O lançamento esteve a cargo do professor Loisito Tavares.
O livro, que resultou do trabalho de fim de curso defendido na Universidade de Cabo Verde em 2013, fala de África como um continente que precisa ser conhecido uma vez que, é visto como “problemático”, tendo em conta o contexto antes e pós colonização europeia.
Assim, “Uma noção d’África” é para o seu autor “uma contribuição para a luta pela autodeterminação do povo africano e de todos que não acreditam na exploração. É esta noção que o atual sistema oprime para não ser conhecida. Por isso digo que esta ‘noção d’África’ incomoda”, justifica Cláudio ao A NAÇÃO.
Além de apontar as justificações para a crise que há séculos abala o continente africano, esta obra representa para este jovem “um espaço para refletir a solução para África” uma vez que “existe uma outra versão da história de África que precisa ser conhecida. Já conhecemos a versão do ‘caçador’ e agora chegou a vez da ouvir a ‘presa’”, acrescenta.
Foi com base em “autores de referência” como Ki-Zerbo, Maathai, M’Bokolo, Memmi, Moore entre outros, que “Uma noção d’África” defende que as questões como a escravatura, o imperialismo entre outras que “destruíram a África e o seu povo” foram de uma certa forma, causadas também pelos africanos,  já que “muitos foram corrompidos, estando ao serviço do imperialismo internacional e utilizando métodos duvidosos para abolir qualquer tentativa revolucionária de mudança”.
Com pouco menos de 200 páginas, o livro encontra-se dividido em 14 tópicos, entre eles, “Pan-africanismo”, “A África Neocolonial”, “Estado da Nação” “Futuro da África”, entre outros assuntos antes referidos pelo autor.
Trata-se da primeira obra de Cláudio Sousa, que também escreve poemas, é activista social, “rapper” e dinamizador no concelho do Tarrafal (de Santiago).
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top