PUB

Opinião

Em beleza

Por: Filinto Elísio

1. Há dias, no restaurante do Hotel Odju d’Água, em Santa Maria, encontrei-me com o empresário Patone Lobo e o artista plástico Tutu Sousa, com quem partilho o grupo finalista do Somos Cabo Verde, na categoria do Homem do Ano. Patone Lobo se pontifica pelo enorme esforço na afirmação de um hotelaria alternativa e de qualidade, e pelo ativismo em prol da cidade de Santa Maria, o maior polo turístico de Cabo Verde. E Tutu Sousa, pela qualidade da sua linguagem plástica, pelo ativismo com os Talentos Escondidos e pela Rua d’Arte da Terra Branca, na cidade da Praia. Ambos fazem trabalhos maravilhosos e são efetivamente os dois homens do ano de 2018. Os três amigos (e quem sabe futuros parceiros) seremos sempre portadores de amor incondicional por Cabo Verde.

 

2. Foi incrível, quase um sonho tornado realidade, a apresentação do livro “Itinerários de Amílcar Cabral”, no auditório Marconi, da Rádio Vaticano, na Cidade do Vaticano. Este acontecimento, que também enquadrou a homenagem ao 48º aniversário da Conferência de Roma e da audiência do Papa Paulo VI a Amilcar Cabral, António Agostinho Neto e Marcelino dos Santos, marca um momento único no projeto de internacionalização da Rosa de Porcelana Editora e das obras e dos autores cabo-verdianos. A internacionalização da literatura cabo-verdiana passa, entre outras coisas, para um intenso programa de tradução das obras dos autores de Cabo Verde e da inscrição destes em grandes certames internacionais, ampliando sua visibilidade junto aos leitores, críticos, agentes e distribuidores, dentro e fora do âmbito da nossa língua portuguesa.

 

3. A 2ª edição do Festival de Literatura-Mundo do Sal terminou com a realização da maior parte dos seus objetivos. É um certamente que se quer temático e trampolim para a discussão (e materialização) dos trânsitos, das circulações e das internacionalizações dos fazeres literários que se pontificam a um alargamento do cânone literário mais alargado. Preparamo-nos para a extensão desta 2ª edição a ter lugar na Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, no próximo mês de setembro. Privilegiaremos a reflexão científica e o diálogo entre os membros da cadeia literária, com eixo nos autores e nos leitores. Igualmente, é tempo de pensar a 3ª edição, com mais diversidade linguística e representação de todos os continentes, bem como os homenageados do próximo anos, com as extensões por Ouro Preto e Nova Iorque.

 

4. Muita atenção sobre a nossa participação na Feira do Livro de Frankfurt, a ocorrer no próximo mês de outubro. A Rosa de Porcelana Editora foi selecionada (entre as 20 editoras pequenas e médias do mundo) da África, América Latina, Europa do Leste e Mundo Árabe, no Programa de Convite do Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão. Pretendemos levar uma embaixada literária, abertos que estamos a parcerias com outras editoras cabo-verdianas. Para nós, a oportunidade é para Cabo Verde. Sempre…

 

5. 200% em prol da poesia. De Roma, ao amor e igualdade. A poesia pode estar em tudo e, por conseguinte, em nós, sociedade. José Tolentino Mendonça, poeta e agora arcebispo, no Vaticano. Amilcar Cabral, 48 anos depois, no Vaticano. Penso na Cidadania, na Diversidade e na Tolerância. Pela liberdade e pelas liberdades, malgrado os brutti, sporchi e cattivi que os há nas ilhas e no cosmos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top