PUB

Política

Governo e Nações Unidas assinam Plano de Trabalho Conjunto referente a 2020 estimado em 17,5 milhões de dólares

O acto de assinatura foi rubricado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Luís Filipe Tavares e a coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça, esta quinta-feira na cidade da Praia.
O plano de trabalho de 2020 que vai na sua terceira fase engloba cinco grandes eixos nomeadamente, o crescimento económico e inclusivo que recebe 28% do orçamento, a gestão do ambiente e da biodiversidade, eixo que cobre maior contribuição das Nações Unidas com cerca de 32% do orçamento, o desenvolvimento do capital humano com 22%, a governação com 10% e o eixo de parcerias que fica com 9% do orçamento.
“À semelhança dos últimos dois anos, este plano destaca-se pelo reforço das capacidades institucionais e operacionais das instituições do Estado, dos decisores públicos centrais e locais, da sociedade civil, mas também do sector privado no desempenho e implementação de medidas que reforcem nomeadamente, o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde e do seu capital humano”, afirmou a coordenadora Ana Graça.
Conforme destacou, o referido plano contém, no entanto, “alguma diferença” comparativamente aos planos de trabalho dos últimos dois anos, no que se refere a maior concentração de esforços e recursos no eixo planeta e prosperidade, considerando neste quadro como o grande desafio na garantia do crescimento económico inclusivo e sustentável.
Todos os programas e projectos para este ano, avançou esta responsável, pretendem responder de forma “eficiente” às prioridades do país no seu processo de desenvolvimento, incrementando a cooperação nos aceleradores dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).
Apelou, por outro lado, a uma boa implementação a um seguimento contínuo de prestação de contas e resultados com destaque para o reforço da transparência da coordenação das parceiras para o desenvolvimento sustentável, lembrando, que o valor disponibilizado representa um “esforço financeiro” de quinze agências das Nações Unidas em Cabo Verde com destaque para a União Europeia e Cooperação Luxemburguesa.
Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, destacou a importância desse acordo e o nível de cooperação com o Sistema das Nações Unidas, garantindo que o Governo tudo fará para a implementação e concretização a 100% dos projectos referentes a 2020.
“Em 2019 é que conseguimos a aprovar, tínhamos uma taxa de realização de mais de 80% e isto encoraja para que o plano de 2020 seja um plano cada vez melhor executado e neste plano concentramos esforços nas áreas do reforço institucionais”, referiu.
Dos eixos apontados, destacou as reformas institucionais como o “contributo importante” que o Sistema das Nações Unidas tem dado no desenvolvimento de Cabo Verde, reforçando, neste sentido, que “um país com instituições fortes é um país com futuro”.
Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top