PUB

Covid-19

Santo Antão: Crise de gás butano arrasta-se desde Dezembro

A ruptura do ‘stock’ de gás butano na ilha de Santo Antão arrasta-se
desde o mês de Dezembro do ano passado, altura em que muitas
famílias enfrentaram vários constrangimentos na época festiva do
Natal e fim de ano.

A situação agravou-se nos últimos dias e, segundo apurou o A
NAÇÃO, o problema é sentido nos três concelhos da ilha. Para já não
se sabe quando será reposta a normalidade.

Relatos dos consumidores dão conta que desde Dezembro, muitas
vezes, “é preciso esperar mais de uma semana para conseguir uma
botija de gás”.

As empresas fornecedoras vão tentando dar resposta à demanda,
mas de forma muito condicionada, chegando ao ponto de os
consumidores fazerem filas nos postos de abastecimento a tentar
adquirir este produto de primeira necessidade.
E, nestes dias de Estado de Emergência devido à covid-19, nesta
sexta-feira, 03, formou-se uma multidão na Shell da Ribeira Grande,
tudo para tentar alguma quantidade de gás butano.

Sabe o A NAÇÃO que entre Dezembro e Março, muitos
santantonenses requisitavam a compra de gás butano na ilha de São
Vicente, para fazer face à escassez do produto nos três concelhos da
ilha.

Com a suspensão das viagens interilhas como medida de contenção
à covid-19, esta alternativa está descartada.

A falta de álcool também se faz sentir em Santo Antão, um produto
que nos últimos tempos tem sido muito procurado para prevenir o
vírus da covid-19.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top