PUB

Sociedade

Tudo pronto para a instalação do 5G em Cabo Verde

Existem condições para a instalação da Rede 5G no País, mas tudo está agora dependente das operadoras. A avaliação é do presidente do Conselho da Administração da Agência Reguladora Multisectorial da Economia (ARME), Isaías Barreto.

No marco do Dia Internacional da Internet das Coisas, que se celebra esta sexta-feira, 9, Isaías Barreto garante que o 5G vai ser um dos impulsionadores da Internet das coisas em Cabo Verde.

“Nós, do ponto de vista do Regulador, estamos prontos para avançar com a implementação do 5G. Já temos um espectro rádio-elétrico identificado, já fizemos o nosso trabalho de casa e, portanto, do ponto de vista Regulatório, já podemos avançar. Mas, naturalmente, a implementação plena e efectiva do 5G, em Cabo Verde, ou, pelo menos, de um teste de uma versão experimental, passa, necessariamente, por vários expoentes, nomeadamente: operadores, e, também, por decisões politicas”, sustenta Isaías Barreto, em declarações à Rádio de Cabo Verde (RCV).

O presidente do Conselho da Administração da ARME destaca, também, que o 5G “é importante para o Mundo”, desde que seja salvaguardada a Segurança Cibernética, uma questão que ganha relevância no Dia Mundial da Internet das Coisas.

Para Isaías Barreto, a Pandemia de COVID-19 “acaba por ser uma oportunidade”, para o Mundo Digital em Cabo Verde, com a ARME a desempenhar um papel de primeiro plano.

“Constatamos que houve um aumento exponencial de tráfico, nas redes 3G e 4G, que, em alguns casos, chegaram a ultrapassar os 60 por cento, sobretudo nas horas de pico. O que nós fizemos, neste período, foi disponibilizar o espectro adicional aos operadores de comunicação electrónicos, sem custos acrescidos, para que pudessem melhorar a qualidade de serviço prestado. Temos acompanhado, de perto, a dinâmica das operadoras de Comunicação electrónicas, exactamente, para termos uma intervenção plena e efectiva, lá onde for necessária”, aponta Barreto, assegurando que, de facto, no marco da Pandemia, com  a pressão que “nós temos tido, no Sector das Comunicações Electrónicas, interpelam-nos a todos e requer uma resposta adequada.

O Dia Internacional da Internet das Coisas é celebrado, desde 2011, como forma de promover o conceito num ambiente Global e colaborativo. 

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top