PUB

Santiago

Faleceu cantora e combatente da Liberdade da Pátria Arlinda Santos

Faleceu na passada sexta-feira, aos 77 anos a cantora, compositora e combatente da Liberdade da Pátria, Arlinda Santos vítima de doença.

Era natural de São Vicente onde nasceu a 18 de fevereiro de 1944. Juntamente com Djosinha, Mité Costa e Titina cantou e gravou em 1962 “Folclore de nos terra” na sequência de uma extensa digressão de um grupo de músicos de Cabo Verde a Portugal.

Em 1962 integrou o Conjunto de Cabo Verde que nesse ano realizou uma tournée  em Portugal a convite do então ministro do Ultramar, Adriano Moreira. Arlinda Santos regressaria mais tarde a  Portugal como estudante de serviço social. Nesse período foi a primeira solista soprano do coro misto da Universidade de a Coimbra.

Prioridades familiares e profissionais , com a militância pela luta pela independência pelo meio, afastaram-na da música durante vários anos.

Após a independência, em 1975, regressou a Cabo Verde,  e com César Lima gravou seu primeiro CD “Chama Violeta”.

No início dos anos 1990, Arlinda Santos fez parte da formação inicial do grupo Simenteira, que abandonou antes do grupo realizar sua primeira gravação.

Dharma, CD gravado em 2009, em que quase metade das composições são de sua autoria, é o último legado de Arlinda Santos. 

Sociedade Cabo-verdiana de música reage com consternação 

A SCM recebeu com tristeza a morte de Arlinda Santos e desataca que o legado da cantora ficará para sempre nos corações dos cabo-verdianos.

“Arlinda Santos ficará para sempre nos corações dos cabo-verdianos e na nossa lembrança enquanto mulher de voz aveludada e ao mesmo tempo de timbre potente, dona de um sorriso peculiar que irradiava leveza, beleza e ternura.

O nosso mundo da música e o país ficam muito mais pobres com o desaparecimento físico de Arlinda Santos, a nossa artista patriota que começou a cantar ainda muito jovem, aos 13 anos”, le se em nota.

E continua “A SCM não tem palavras suficientes para expressar o nosso profundo pesar pela perda incomensurável. A família enlutada, aos amigos e a todos que integram  a nossa família musical cabo-verdiana, as nossas sinceras condolências e muita força para atravessarmos juntos este momento tão difícil”, conclui.

PUB

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado.

PUB

PUB

To Top