PUB

Covid-19

250 mil doses de vacina devem chegar a Cabo Verde no final deste mês

200 mil doses de vacinas da Sinopharm que o Governo está a adquirir, somadas às 50 mil oferecidas pela China, devem chegar a Cabo Verde no final maio.

A garantia é do Diretor Nacional da Saúde, Jorge Noel Barreto, que congratula-se com a aquisição dos imunizantes por parte do Governo. Segundo diz, as vacinas devem chegar ao país no fim deste mês ou, mais tardar, no princípio de junho.

“Serão doses suficientes que permitirão vacinar cerca de 125 mil pessoas, o que é um bom avanço, e que nos permitirá abranger, pelo menos, todos os grupos prioritários que estão estabelecidos no Plano Nacional de Vacinação”, declarou Barreto à Rádio Pública.

Entretanto, o responsável garantiu que o Governo continuará com a “realização de acordos bilaterais”, pelo que poderá “haver outros mecanismos” para aquisição de vacinas.

Jorge Noel Barreto lembrou que a aquisição de vacinas é um problema difícil, que quase todos os países têm que lidar, contudo, acredita que “a oferta de vacinas poderá melhorar nos próximos meses”.

“A partir do momento em que a situação da pandemia na Índia melhore, e que os países mais ricos e populosos conseguirem vacinar praticamente toda a população, a oferta das vacinas poderá ser mais acessível para que os outros países possam continuar a vacinar”.

Recorde-se que na semana passada o Governo português entregou a Cabo Verde 24 mil doses de vacinas. Para o Diretor Nacional da Saúde esta doação permitirá a continuação em “segurança” da vacinação.

“Por enquanto com o grupo prioritário das pessoas com mais idade, sobretudo as com 65, ou mais anos, que ainda estamos a vacinar. Este donativo (português) irá, igualmente, assegurar as segundas doses da vacina às pessoas que já receberam a primeira dose desta mesma vacina”, concluiu Jorge Noel Barreto.

O programa de vacinação continua em todo o país com a Direção Nacional da Saúde a apelar às pessoas com 65 ou mais anos para que contactem as delegacias de saúde das suas localidades para o efeito de programação da vacinação.

C/RCV

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top