PUB

Sociedade

Eleitos órgãos de gestão do grupo de trabalho sobre a mulher, juventude, paz e segurança

A comissão instaladora do Grupo de Trabalho 13-25 Cabo Verde elege, hoje na Praia, em assembleia-geral, os órgãos de gestão do Grupo de Trabalho Mulheres, Jovens Paz e Segurança.

O Grupo Cabo Verde, que congrega as organizações nacionais integrantes do Grupo de Trabalho 13-25 sobre Mulheres, Juventude, Paz e Segurança na África Ocidental e no Sahel (GTFJPS -AOS), é formalmente constituído hoje em assembleia-geral.

O GTFJPS-AOS é uma plataforma regional de intercâmbio, coordenação e harmonização das ações das agências e missões das Nações Unidas (ONU), da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental e do Sahel (CEDEAO), organizações nacionais, institutos de investigação e sociedade civil na promoção e implementação da resolução 13-25 (2000) do Conselho de Segurança das Nações Unidas e subsequentes resoluções na África Ocidental e no Sahel.

O ponto focal Grupo de Trabalho 13-25 em Cabo Verde é a presidente da Associação Cabo-verdiana de Luta Contra a Violência Baseada no Género, Maria Vicenta Fernandes.

“A resolução 13-25 é sobretudo para inserir a mulher na temática de ajudar a resolver os conflitos e promover a paz na nossa sub-região (…) essa resolução tem estado a dar frutos e tem mostrado que a mulher é uma força fundamental para o combate à violência na nossa sub-região”, explicou.É com esse intuito que será criado um grupo de trabalho para dinamizar as atividades, avançou Vicenta Fernandes.

Conforme o ponto focal, sairá da assembleia-geral o Grupo de Trabalho 13-15 Cabo Verde, constituído pela sociedade civil entre outras organizações que irão trabalhar as temáticas da resolução 13-25 no país, relacionados à segurança e a paz na sub-região onde Cabo Verde está inserido.

“Somos o último país da CEDEAO a aderir a esse grupo de trabalho em direção a uma maior igualdade e equidade de género, um país mais forte, igual e pacífico”, acrescentou Vicenta Fernandes, que diz que a sociedade civil tem um papel fundamental nas questões de segurança e de paz.

A comissão instaladora do Grupo de Trabalho 13-25 Cabo Verde, tem o apoio das Nações Unidas-CV e da CEDEAO, e cria entre hoje e amanhã (20), os órgãos de gestão do Grupo de Trabalho Mulheres, Jovens Paz e Segurança.

C/RCV 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top