PUB

São Vicente

PCA do Baptista de Sousa garante que não há demora na transferência de doentes de hemodiálise para São Vicente

A presidente do conselho de administração do Hospital Baptista de Sousa, em São Vicente, Ana Brito, garante que não há demora na transferência dos doentes em hemodiálise, na Praia, para o centro de São Vicente. Segundo diz, o processo é feito de forma faseado.

Ana Brito falava à imprensa sobre uma alegada demora na transferência dos doentes da região de Barlavento para o novo centro de São Vicente, em funcionamento desde Janeiro.

Esta responsável avança que a transferência segue o seu ritmo, tendo em conta a capacitação dos técnicos, em conversação com o Ministério da Saúde.

“Não é uma demora. É um processo e vai seguindo os seus trâmites conforme a formação e, também, a adaptação do espaço. Há todo um processo por detrás desse início, com a formação do pessoal que trabalha neste momento no centro. Isto leva o seu tempo”, adianta Brito.

O centro de hemodiálise de São Vicente iniciou o funcionamento já com 19 doentes e pretende receber, paulatinamente, os restantes 34.

“Seria impossível receber todos de uma vez. Neste momento, estamos numa fase onde já vieram mais técnicos do centro de hemodiálise da Praia que estão a ajudar na formação, e em todo o preparo E a seu tempo, vamos conseguindo, paulatinamente, receber esses doentes”, avança.

Ana Brito diz tratar-se de um processo gradual e que os doentes “hão-de chegar” a São Vicente, nos próximos meses.

Neste momento, 34 doentes esperam a transferência para o centro de hemodiálise de São Vicente. Esta unidade tem capacidade para 19 leitos normais e mais três para doentes com alguma patologia.

O centro tem à disposição três médicos e 13 enfermeiros e pode funcionar em três turnos, por dia, para atender os doentes.

C/RCV

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top