PUB

Cultura

Portugal: Grupo de jovens cabo-verdianos vence concurso “Novos Talentos FNAC” na categoria música

O coletivo de músicos “Acácia Maior”, formado por jovens cabo-verdianos, venceu a 19ª edição do programa “Novos Talentos FNAC”, na categoria música. A composição vencedora é um original, intitulado “Sodade d’ Mascrinha”.

Cerca de um mês depois de encerradas as candidaturas para o concurso, o coletivo de músicos – como preferem ser chamados – levou o prêmio da categoria música, no referido programa de talentos, na passada quinta-feira.

A composição –   “Sodade d’ Mascrinha” –  ganha vida na voz de Luís Gomes, bem conhecido no mundo da música como “Cachupa Psicadélica” e, também, pela interpretação de Eliana Rosa.

O grupo é encabeçado ainda por Luís Firmino no cavaquinho, guitarra elétrica e música, e Henrique Silva, também no cavaquinho, guitarra elétrica, sintetizadores, drum machine, programações eletrônicas, música e produção musical.

“Sodade d’ Mascrinha” foi inspirada em conversas com o meu pai sobre o nosso carnaval. Ele me dizia sempre que carnaval é da fralda. Toda a criatividade vem da fralda, da periferia e não da morada, do centro da cidade. Por isso é que a música diz ‘Mascrinha ka de morada, kê carnaval nasce na fralda. Criatividade d nôs pove de rebera bote ate chã d’ licrim”, elucida Luís Firmino, autor da letra.

Conforme o mesmo, esta vitória só veio confirmar que este coletivo de músicos está no caminho certo.

“É um momento de felicidade. Grande satisfação, de ver a nossa ‘Acácia’ a ser reconhecida tão bem aqui fora. Vê-se mesmo que estão a gostar, genuinamente. E estavam mesmo a precisar de algo novo, fresco, e isso é muito bom. Fazemos com amor e estamos a conseguir passar a mensagem, e o prémio veio confirmar exatamente isso. As pessoas estão também a abraçar o nosso projeto”, afirma orgulhoso.

Acácia Maior

Este coletivo de músicos é o resultado da amizade entre os fundadores Henrique Silva e Luís Firmino, em finais de 2018. É um projeto que se caracteriza por ter raízes bem firmes na “música d’ terra” e que alberga diversos estilos musicais, desde o reggae ao zouk, passando pela morna, mazurca, hip hop e funaná.

Num futuro próximo, pretendem apresentar mais composições originais e convidar mais jovens artistas cabo-verdianos a participarem no projecto, como cantores, músicos, designers, entre outros, no sentido de crescerem juntos na sua arte.

Além disso, Acácia Maior almeja regressar à origem e transmitir todo o conhecimento adquirido, até agora, às crianças e jovens da terra, e criar “um viveiro de acácia” de forma a dar continuidade esta “árvore”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top