PUB

Santiago

São Domingos: Sala de Atendimento Integrado vai melhorar prestação de cuidados de saúde aos idosos

Os idosos do Concelho de São Domingos, ilha de Santiago, passam a contar com uma Sala de Atendimento Integrado, dedicada exclusivamente a essa faixa etária. O espaço fica localizado na Delegacia de Saúde de São Domingos e foi inaugurado na terça-feira, 7 do corrente, pelo Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Evandro Monteiro, na presença do autarca local, Isaías Varela. A sala vai permitir respostas mais específicas e de forma integral às necessidades dos idosos, melhorando os cuidados prestados. O projecto será estendido a todas as ilhas.

O Ministério da Saúde e Segurança Social (MSSS) inaugurou na manhã da passada terça-feira, 7, uma Sala de Atendimento Integrado à Pessoa Idosa.

O Secretário de Estado Adjunto (SEA) do Ministério da Saúde, Evandro Monteiro, que presidiu ao evento, garante que a iniciativa integra a estratégia do Executivo, de construir um sistema de saúde universal, equitativo, responsivo e de qualidade, no sentido de assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos e em todas as idades.

“Para mim, é um motivo de orgulho e de satisfação, mas também me encoraja, e reforça, a certeza de que o que se está a fazer, necessariamente, trará resultados palpáveis nas respostas à população deste município, sobretudo para as pessoas idosas”, afirmou durante a inauguração.

Primeira Sala de Atendimento Integrado à Pessoa Idosa

Esse responsável parabeniza, por isso, a Direção Nacional da Saúde pelo programa de atenção específico para a pessoa idosa e a Delegacia de Saúde de São Domingos por ser a primeira a ser equipada para responder de forma específica e integral às necessidades de melhoria dos cuidados de saúde dessa camada.

“São Domingos acaba de ganhar um novo espaço que irá permitir melhorias na capacidade de resposta sanitária e social, sobretudo para a sua população idosa, permitindo que todo o trabalho sanitário que se está a desenvolver no município, seja inclusivo, e que responda desde logo aos direitos constitucionais, éticos e profissionais”, destacou.

De uma forma geral, nas palavras de Monteiro, o objetivo é promover, manter e recuperar a autonomia e a independência das pessoas idosas, direcionando medidas coletivas e individuais de saúde de forma a alcançar, como meta, a melhoria de qualidade de cuidados de saúde adequada e digna para as pessoas idosas deste município.

Estender iniciativa a todas as ilhas

Evandro Monteiro assegura que o objectivo é levar esta iniciativa às diversas estruturas de saúde de cuidados primários do país, fortalecendo assim os pilares da saúde que sustentam o sistema.

“Acreditamos que este espaço irá responder de forma eficaz a problemas importantes no que tange à situação da problemática social e seus determinantes na população idosa, e demonstra, também, a nossa vontade em participar diretamente na resolução dos problemas que afligem a nossa população idosa e que estamos determinados em dar respostas necessárias para a sua resolução”, assegurou.

Odontologia e fisioterapia são os novos serviços da Sala de Atendimento Integrado aos idosos

A Sala de Atendimento Integrado à Pessoa Idosa (SAIPI) de São Domingos vem reforçar a capacidade da Delegacia de Saúde local no atendimento aos idosos, uma vez que o espaço vai servir, exclusivamente, esta faixa-etária.

A Delegada de Saúde de São Domingos, Sandra Brito, prevê que, com os novos cuidados que a sala dispõe, haverá mais demanda na Delegacia.

“Podemos receber 20 idosos por dia, não é um número grande para a Delegacia, visto que é bem próximo do dia-a-dia. Normalmente, recebemos até mais idosos. Se contabilizarmos os números das urgências, o número é maior. Já há muita adesão à Delegacia, sem a sala. Agora, com a sala com atenção específica para os idosos e com serviços novos, odontologia e fisioterapia, certamente teremos mais demanda”, realçou Sandra Brito.

Com o envelhecimento da população, essa responsável explica que é, cada vez mais, necessário “ter mais e melhores cuidados”. A sala vai ter recursos materiais específicos para trabalhar com idosos e estará a cargo de uma equipa multidisciplinar. Além de cuidados de saúde vai realizar atividades lúdicas, também.

“Os nossos clínicos gerais vão fazer o atendimento. Também temos enfermeiros, odontologista, fisioterapeuta, nutricionista, portanto, é uma equipa multidisciplinar. É uma sala de consulta, entretanto, possui maca ergonómica, visto que os idosos possuem muitas dificuldades. Para dar-lhes uma atenção especial temos uma agenda  preparada de segunda a sexta-feira, com consultas médicas, de enfermagem, fisioterapia, odontologia, nutrição e atividades livres, de música, pintura e ginástica para fazer-lhes sentirem-se ativos”, enumera.

Sandra Brito destaca que o atendimento na nova sala é feito através do  pagamento da taxa moderadora ou da possibilidade de “isenção de idoso”, de acordo com o Cadastro Social Único que está a ser trabalhado.    

Isaías Varela destaca iniciativa do Ministério da Saúde e promete Centro de Dia para idosos

O presidente da Câmara Municipal de São Domingos (CMSD), congratula-se com a abertura da sala de atendimento específico para a pessoa idosa, tendo prometido a criação de um Cntro de Dia para os idosos do Concelho.

Isaías Varela considera que essa iniciativa é sinónimo da preocupação do Ministério da Saúde, através da Delegacia da Saúde local, para com os idosos, mediante a criação de espaços e respostas para reforçar as ações de prevenção e de promoção de um envelhecimento activo e saudável.

“O município de São Domingos tem uma população de 14 mil habitantes. A população idosa representa 6,6%, acima da média nacional. O grosso da população idosa do município, que não dispõe de meios próprios de subsistência, conta com uma pensão, bem como assistência médica e medicamentosa nas estruturas públicas de saúde. Neste momento, cerca de 985 pessoas idosas estão abrangidas”, indica.

Para Isaías Varela, esta atenção dada irá resolver parte dos problemas que os idosos enfrentam, hoje em dia, devido à “crise” que existe nos cuidados às pessoas que dependem dos outros.

“Daí é obrigação do Estado assumir, ou comparticipar nesta tarefa de cuidar dos que mais necessitam, através da criação ou do reforço de mecanismos e estruturas de apoio, criação de espaços de entretenimento e terapia ocupacional, promovendo ambientes saudáveis que os ajudem a viver uma velhice com mais dignidade”, defendeu.

O autarca garantiu que a Câmara Municipal tem um conjunto de projetos e ações concretas que irão reforçar e complementar intervenções no domínio de cuidados destinados aos idosos, designadamente a criação de um Centro de Dia.

Publicada na edição semanal do jornal A NAÇÃO, nº 732, de 09 de Setembro de 2021

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top