PUB

Educação

Santa Cruz: Foi preciso alugar uma sala para o início das aulas

Em Santa Cruz, Santiago, foi preciso alugar uma sala suplementar para o arranque efectivo do ano lectivo, que começa hoje,13. A garantia é de Paulino Delgado, Delegado da Educação naquele município. 

Apesar da sala ser alugada, Paulino Delgado garante que ela foi “adaptada” de modo a reunir todas as condições para receber os alunos, e adianta que há previsão para a construção de mais salas de aulas no concelho, pelo que este constrangimento vai ser resolvido a “breve trecho”.

Tirando este percalço, afirma que o ano vai arrancar “sem dificuldades relativamente à falta de professores, de salas de aulas e manuais escolares”.

Para este ano lectivo 2021/2022, o Delegado prevê um total de 4738 alunos no EBO (Ensino Básico Obrigatório), 2 200 no ensino secundário e 377 professores, distribuídos em três agrupamentos.

 

Vacinas

Os Delegados da Educação de Santiago Norte admitem que vão fazer cumprir a resolução do Governo que exige a apresentação de testes PCR, ou antígeno negativo, a cada 14 dias, ou que então apresentem o certificado de vacinação, para alunos maiores com ou mais de 18 anos, professores e pessoal elegível, afecto à comunidade educativa.

Levantam, por isso, a possibilidade de ter postos de vacinação nas proximidades, ou nas escolas, em parceria com as delegacias de saúde.

Sob o lema “Resiliência e confiança para uma educação de qualidade”, o ano lectivo 2021/2022, arranca com o ensino presencial, carga horária completa e a possibilidade de aulas aos sábados para o ensino básico, a fim de compensar os atrasos provocados pela pandemia.

C/Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top