PUB

Casimiro de Pina

Presidenciais: Casimiro de Pina quer debate a dois porque a democracia vence com persuasão racional de ideias

O candidato a Presidente da República Casimiro de Pina apela aos adversários para um debate a dois, alegando que a democracia não foi fundada na violência, manipulação ou esbanjamento de dinheiro, mas sim na persuasão racional de ideias.

Ouvido pela Inforpress, Casimiro de Pina fez este apelo com o objectivo de haver mais debates de ideias entre os candidatos na rádio e televisão públicas, pois, segundo disse, a discussão de ideias, o questionamento de posições e a proposição de soluções continuam a ser a forma mais “civilizada e transparente” para que a população saia a ganhar.“Tem de haver debate e aproveito aqui para desafiar publicamente, sobretudo, os dois candidatos mais próximos às fracções partidárias a fazermos debates a dois, pois, os cabo-verdianos têm que ouvir, em contraste racional, discursos e outros, a proposta de cada um”, disse, afirmando ser esta a essência da democracia.

Por isso mesmo, diz que desafia os candidatos à eleição de 17 de Outubro a um debate a dois, garantindo, especialmente, que quer discutir com Carlos Veiga e José Maria Neves para esmiuçar os problemas de Cabo Verde e debater o papel do Presidente da República, as diferenças e mostrar aos cabo-verdianos a valia de cada um.

Os debates, segundo disse, acontecem em toda a parte do mundo, visto que a democracia é o “governo do debate”, pois, caso contrário seria uma “mera fachada”, alega.

Voto consciente

O candidato diz que os debates servem para colocar frente a frente as mais diversas posições ideológicas, para que os eleitores tirem suas dúvidas e tomem a melhor decisão, na hora de votar.Através dos debates, diz, os cidadãos têm uma óptima oportunidade para se consciencializarem das suas responsabilidades para com o futuro e de fazerem do voto uma arma efectiva contra a corrupção e por um país melhor.“Os dois candidatos que estão à boleia dos partidos agora estão a fazer comícios em vez de estarem a discutir ideias. Estão a promover comícios com barulho, sem máscaras e a desrespeitar a lei, enquanto que os comerciantes vêm fechados os seus negócios por não cumprirem as regras”, denunciou.Neste caso, apelou à intervenção da Comissão Nacional de Eleições, declarando ainda ser uma “vergonha” o que está a acontecer.

4º dia numa volta à ilha

No quarto dia de campanha, Casimiro de Pina, candidato ao Palácio da Presidência da República, tem previsto uma volta à ilha de Santiago, em  caravana, para consciencializar os eleitores para as suas ideias e propostas e mostrar que é a melhor opção como PR.

Recorde-se que estas são as sétimas eleições presidenciais de Cabo Verde, desde 1991, ano em que pela primeira vez a escolha do PR passou a ser feita pelo voto directo, universal e pluralista. A eleição para o Presidente da República que sucederá a Jorge Carlos Fonseca, no cargo, acontece no próximo dia 17 de Outubro e concorrem sete candidatos: Fernando Rocha Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Alberto Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

c/Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top